Postagens

Postagem em destaque

Paulo Gustavo se foi - meu luto e minha luta

Imagem
 Por Sergio Viula Paulo Gustavo se foi. Que dor para todos os que o amam, especialmente para seu marido, sua mãe e demais familiares. Não há palavras que bastem para tanta tristeza. 🙁 Assista e inscreva-se. Minha filha acaba de me contar uma história que eu nem sabia que ela tinha vivido: "Vi a notícia do Paulo Gustavo. Aquilo me apertou tanto o peito. Eu só pensava em vc. Uma vez, vi o Paulo Gustavo no shopping e falei pra ele: 'Tu é a cara do meu pai.' Ele riu muito e falou: 'Uma garota desse tamanho dizer que eu pareço o pai dela... Toma vergonha, tá me chamando de velho assim na cara? Kkk.' Eu ri tanto tanto. Muito triste mesmo. Cara tão gente boa.' #paulogustavo 😥 Claro que a gente não é tão parecido fisicamente assim, mas muitas vezes, quando eu brinco, algumas coisas soam mesmo parecidas com algumas tiradas desse querido e saudoso "parente de todos nós".

Bebê a bordo: Diário de um avô colorido 👴🏳️‍🌈

Imagem
Por Sergio Viula 1º DIA: 07/03/2021 Às vesperas do Dia Internacional da Mulher, minha filha me deu uma notícia que merece celebração e exige cuidados ao mesmo tempo.  Acordei por volta das nove horas da manhã com mensagens entrando, uma após a outra, no meu Instagram. Antes mesmo de ir ao banheiro fazer a higiene matutina, abri o comunicador e li o seguinte: "Você vai ser avô, mas ainda é segredo. Só conta para os meus pais e para o Isaac." A razão do segredo é que o teste para gravidez que ela havia feito era aqueles que se compram em farmácias. Ela queria contar para outras pessoas só depois do exame de sangue, que dá um resulado mais seguro. Claro que eu fiquei feliz e preocupado ao mesmo tempo. Daí, a frase que abriu esse diário lá em cima. É bom saber que Larissa e Vitor estão felizes com a perspectiva da maternidade e da paternidade. Por outro lado, ter um filho não é tão simples quanto muita gente imagina e nem como alguns pais e algumas mães tendem a falar sobre esse

Aberrações homofóbicas islamitas

Imagem
Homossexual atirado de prédio em território dominado  por extremistas muçulmanos do Estado Islâmico Por Sergio Viula Essa semana, um amigo me marcou numa postagem que falava sobre extremistas islâmicos enforcando homossexuais em países dominados pelo fanatismo muçulmano. A foto seguia mesma linha da foto acima. Deixei uma carinha de tristeza lá, mas não teci comentários. Afinal, não é de hoje que se sabe o que muçulmanos homofóbicos são capazes de fazer quando estão empoderados de alguma maneira, seja pelo viés do terrorismo paralelo ou da violência estatal ("terrorismo legalizado") em países dominados por imãs e aiatolás, só para citar dois. Logo depois de eu ter dado uma carinha triste para a postagem, um muçulmano que se apresenta como "mais liberal" escreveu comentários que ignoravam o drama dessas pessoas perseguidas, enquanto tentava salvaguardar suas próprias crenças. Depois de tentar tampar o sol com uma peneira - sem sucesso, para quem tem uma capacidade mí

Lacração total! MONTERO (Call me by your name) - Lil Nas X

Imagem
Cena do clip Montero (Call me by your name) Por Sergio Viula Deslumbrante, punjante e provocante - esses são apenas três dos muitos adjetivos que eu poderia utilizar para qualificar o clip  ' Montero (Call Me by Your Name) ' lançado por   Lil Nas X   na última sexta-feira, 26.  O título da música reporta a "Me chame pelo seu nome", sucesso como livro e como filme em  2017. Lis Nas X, atualmente com 21 anos de idade, revelou ser gay em 2019.  Logo no começo do clip, ele já o tom da conversa: " Na vida a gente esconde a pessoa que a gente não quer que o mundo veja, prende, diz não e a bane, mas aqui, não. Bem-vindo a Montero ". O clip dialoga com mitos gregos e bíblicos com efeitos visuais simplesmente deslumbrantes. Além disso, o cantor desempenha papéis simultâneos interagindo consigo mesmo como personagens diversos. O clip, que começa no paraíso e termina no inferno, pode ser entendido de várias maneiras. Cito duas. A primeira, como uma metáfora sobre as dr

Concurso Talentos em Dublagem Gay homenageia Marcos Caruso

Imagem
Por Sergio Viula Com informações de Dulceh Siqueira  O ator Marcos Caruso será homenageado na 11ª edição do Concurso Talentos de Dublagem Gay , que será feita online esse ano por causa da pandemia. O evento ocorrerá no dia 29 de março , próxima segunda feira, às 21h. O evento contará com a presença de vários artistas, especialmente drag queens. Idealizado por Kaká Silva, com o objetivo de reconhecer os talentos de dublagem que sempre enriqueceram a cena gay, especialmente nos shows de transformistas e drag queens, o concurso sempre homenageia uma estrela das artes cênicas. Para assistir ao evento, acesse o seguinte link no YouTube:   https://www.youtube.com/channel/UCt9KBS97TrxwCRaOeYOE1fQ No Facebook, a página dos idealizadores é: https://www.facebook.com/Concurso-de-Dublagem-Gay-433050830434686 Idealizador: Kaká Silva Produção: Fátima Cristina Assessoria: Dulce Siqueira Apresentação oficial: Suellen Pinheiro (Maxwell Pinheiro) Classificação: 18 anos

Nós e a maldição da mansão Bly

Imagem
A maldição da mansão Bly The haunting of Bly manor   Por Sergio Viula Andre e eu decidimos assistir A maldição da mansão Bly pela segunda vez. A primeira foi no ano passado. A série continua disponível no Netflix no momento em que escrevo.  Apesar de parecer ser apenas mais uma série sobre assombrações fantasmagóricas numa linda casa antiga, trata-se, na verdade, de um lindo romance. Quem gosta de levar uns sustos vai se deliciar com a série, mas o que mais me toca no enredo todo é a metáfora da perda do rosto dos espíritos desencarnados. O desvanecimento da face representa o esquecimento no qual tudo e todos eventualmente mergulharão. Em outras palavras, o tempo apaga tudo, inclusive a lembrança dos espíritos mais obstinados. E não me refiro apenas à lembrança desses mortos entre os que permanecem vivos, mas as memórias acumuladas por esses próprios mortos durante suas vidas na terra.  Na série, os vivos acumulam memórias só para perdê-las totalmente após a morte, mesmo repetindo os

A neurose cristã sobre a masturbação

Imagem
  Por Sergio Viula Todo domingo (dia do Senhor ^^), a Coluna do Viula traz algum tema com viés no campo da sexualidade, geralmente na sexodiversidade, mas enfocando alguma questão religiosa. No artigo de hoje, quero discorrer sobre a masturbação, a popularmente chamada punheta. Sei que punheta reporta logo ao estímulo do pênis, mas não deixarei de falar sobre a masturbação feminina – a famosa siririca. Há, porém, distinções a serem feitas aqui que vão além da glande e do clitóris. Vejam bem, a Igreja Católica Romana (ICAR) condena a masturbação veementemente. É ensino oficial da ICAR em seu catecismo. A publicação pode ser encontrada em  página oficial do Vaticano . Cito o trecho: 2352. Por masturbação entende-se a excitação voluntária dos órgão genitais, para daí retirar um prazer venéreo. «Na linha duma tradição constante, tanto o Magistério da Igreja como o sentido moral dos fiéis têm afirmado sem hesitação que a masturbação é um acto intrínseca e gravemente desordenado». «Seja qual

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Corpus Christi: Vestra frui corporum (Aproveitai vossos corpos)

Entrevista: Conheça Cris Lacerda e sua história de superação