Postagens

Mostrando postagens de maio, 2018

Postagem em destaque

Paula, uma pessoa intersexo

Imagem
  Por Sergio Viula Decidi resgatar uma experiência que eu tive em 12/02/2103, na cidade de Fortaleza, CE.  Essa experiência de troca humana fantástica aconteceu na Praia do Futuro, que é pontilhada por barracas em estilo de choupanas. Tomei uns belos  drinks  (lembram?) e comi muqueca de arraia com um acompanhamento de arroz, maionese, batata frita e farofa - tudo simples, mas super gostosinho. O melhor de tudo porém, foi ter conhecido Paula.  Assim que cheguei, percebi que Paula era uma mulher especial, apesar de todas as mulheres terem algo de especial por natureza. Mas, Paula chamava atenção por ter alguns traços masculinos. De início, pensei que ela fosse uma mulher transexual em processo de feminização. Decidi seguir o caminho mais seguro para descobrir como ela se identificava - perguntei qual era o seu nome. Assim, ela poderia indicar se preferia ser tratada no feminino, como eu imaginava. Ela me disse que se chamava Paula.  Acontece que Paula  não  é transexual. De forma absolu

A homossexualidade no Egito antigo

Imagem
Resgate histórico Representação de auto-felação. Uma possível referência ao ciclo da vida ou sustentabilidade do planeta. Organizado por Sergio Viula Fontes no final do post. Os seres humanos são bissexuais, homossexuais e heterossexuais desde sempre. E não apenas os humanos, mas outros animais também demonstram interesse sexual e afetivo por membros do mesmo sexo em suas respectivas espécies. Uma das mais antigas e admiradas civilizações é, sem dúvida, a civilização egípcia. Por isso, o Blog Fora do Armário foi atrás de informações sobre a homossexualidade, mais especificamente, nas terras dos Faraós. O objetivo é mostrar como a homossexualidade, que é um dado natural, é encarada e vivida ou reprimida de acordo com a cultura de cada povo em cada época. Nem mesmo os regimes mais repressores conseguiram impedir seu fluxo, mas alguns povos conviveram com a homoafetividade sem grandes problemas. A dificuldade em levantar esses dados em tempos tão an

Andre e Sergio: Toda pedra será retirada - uma crônica da vida real

Imagem
Por Sergio Viula Andre, já medicado  e aguardando a cirurgia. Hoje foi barra pesada, mas com amor, cuidado e até mesmo uma pitada de bom humor, tiramos tudo de letra. Andre vinha enfrentando e administrando uma crise renal desde às 4 horas da manhã de terca-feira, quando fizemos nossa primeira visita ao hospital. Lá, ele foi medicado e enviado para casa com a devida receita médica. Não resolveu. Acabamos voltando para o hospital pela manhã, na terça-feira mesmo porque ele se dobrava de dor. De volta ao hospital, el e foi medicado de novo e fez exame de urina. Parecia que havia uma pequena infecção. Remédios prescritos, voltamos para casa. Nessa quarta-feira,  apesar de não se sentir plenamente bem, ele decidiu ir trabalhar.  Não demorou para que Andre se rendesse.  Antes mesmo do almoço, ele me ligou para avisar que estava a caminho da Casa de Saúde Pinheiro Machado (CSPM). Peguei um Uber imediatamente e fui direto para lá. Na CSPM, nas Laranjeiras, passei o dia

Maio, no Parque das Ruínas: As divinas mãos de Adam

Imagem
Por Sergio Viula Fui convidado pelo meu querido amigo e escritor, Roberto Muniz, para assistir uma peça cujo texto é de sua autoria - As divinas mãos de Adam . A peça está sendo apresentada no Parque das Ruínas, Santa Teresa, um dos mais bucólicos bairros do Rio de Janeiro, durante todo o mês de maio, sempre às 16h. Hoje foi o primeiro dia de apresentação no aconchegante teatro do Parque das Ruínas. Porém, a peça já foi apresentada em Botafogo, em sua estréia e primeira temporada; depois, São Paulo; em seguida, Teresina, capital do Piauí; e agora voltou ao Rio, onde tudo começou. O enredo desafia o público a fazer profundas reflexões sobre os corpos e seus afetos, e sobre a vida com suas potências e limites. O drama é apresentado em dois extremos: Stephen e Adam (foto: Dulce Siqueira) De um lado Stephen, um homem cego, praticamente imóvel e lamentando não ter se permitido inocentes prazeres que poderiam ter sido proporcionados pelo corpo de outro homem. Do o

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Zeus e Ganimedes: A paixão entre um deus e um príncipe de Tróia

Dia Internacional do Orgulho LGBT: Importantes apontamentos