Postagem em destaque

Acordei virado no Jiraya! #curagay

Imagem
 Por Sergio Viula Depois de ler a matéria da revista Veja ("Volta ao passado: ideia absurda da cura gay ganha vigor com influencers) nesse link: https://veja.abril.com.br/brasil/volta-ao-passado-ideia-absurda-da-cura-gay-ganha-vigor-com-influencers/   e de assistir a um vídeo do canal Veja e Viva, que pode ser encontrado em https://youtu.be/tb1D448bDbc?si=k-TA0EW49CS6-yuP , decidi fazer uma live no Instagram comentando tudo isso.  Eu li a matéria assim que saiu, mas só assisti ao video hoje, e foi por indicação do meu amigo Evandro Santana. Eu tinha acabado de acordar e nem tinha tomado café ainda quando assisti ao vídeo. Decidi imediatamente comentar tudo isso enquanto tomava um café expresso. Depois, parti para um mate, porque o papo renderia. E rendeu mesmo. Assista aqui a live com meus comentários sobre tudo isso. Por favor, não deixe de compartilhar essa postagem ou o vídeo com seus contatos para que mais gente seja alertada sobre essa fraude e seus riscos. Se você já foi fis

Ciência, Política e Religião: "Cura Gay" em debate.


Seminário acadêmico discutirá as tentativas de implementação, no Brasil, das chamadas “terapias de reorientação sexual”, seus efeitos e implicações. Dia 18 de junho, de 9h30 a 18h, auditório do IMS/UERJ.

*********

Atualização (18/07/18):
Vai ter transmissão ao vivo do evento. Começa às 9:30 desta segunda, 18/07. Assista no link abaixo:


*********


Mais informações na página do evento:
https://www.facebook.com/events/1659509900813972/



Dia 18 de junho, mês em que se celebra o Dia do Orgulho LGBT, o CLAM realizará o seminário “Ciência, Política e Religião: ‘Cura Gay’ em Debate”, a fim de refletir sobre as disputas, no Brasil, em torno das chamadas “terapias de reorientação sexual” – conhecidas como “cura gay”. Toma-se como ponto de partida as controvérsias recentes envolvendo as Resoluções nº 001/99 e 001/18 do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que estabelecem normas de atuação para os psicólogos em relação, respectivamente, à orientação sexual e às pessoas transexuais e travestis. As tentativas de implementação desses “tratamentos psicoterápicos” vêm se dando simultaneamente pela via legislativa, através de projetos de lei que buscam sustar as referidas resoluções do CFP, e mediante ações judiciais. 


Protagonizadas, de um lado, por atores e grupos identificados como “religiosos”, especialmente psicólogos que se apresentam como “cristãos”; e, de outro, por organizações e movimentos empenhados no combate à discriminação e à patologização da diversidade sexual e de gênero, tais disputas vêm reemergindo periodicamente nos últimos anos, ocasiões em que ganham ampla cobertura midiática e mobilizam intenso debate nas redes sociais. Evidencia-se, assim, a construção da diversidade sexual e de gênero como fato controverso por segmentos da sociedade brasileira. Nesse cenário, este evento pretende ser uma oportunidade para dialogar sobre as negociações e tensionamentos em que se veem envolvidos acadêmicos, cientistas, gestores, militantes e membros de comunidades de fé, partindo do entendimento de que essas categorias não são estanques e se interpenetram nas experiências concretas de atores e grupos.

A programação prevê a realização de duas mesas. A primeira, pela manhã, se propõe a discutir as controvérsias em torno do tema a partir das perspectivas de campos de atuação diversos. Para tanto, contará com as participações de Pedro Paulo Bicalho, membro do Conselho Federal de Psicologia e professor da UFRJ; da defensora pública Letícia Oliveira, colaboradora do NUDIVERSIS, o Núcleo de Defesa dos Direitos Homoafetivos e Diversidade Sexual da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro; e do antropólogo Sérgio Carrara, professor do IMS/UERJ e pesquisador do CLAM. O debate será enriquecido pela participação de Claudio Nascimento, Diretor de Políticas Públicas da Aliança Nacional LGBTI e Coordenador Executivo do Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT, como comentador.

À tarde, a segunda mesa trará o debate a partir da perspectiva de diferentes comunidades e experiências de fé, com os seguintes convidados: Camila Mantovani, representante dos movimentos evangélicos Esperançar e Evangélicxs – Juntos pela Diversidade; o pastor da Comunidade Batista do Caminho de Belo Horizonte José Barbosa Jr., fundador do movimento “Jesus Cura a Homofobia”; o ex-pastor Sergio Viula, um dos fundadores do hoje extinto Movimento pela Sexualidade Sadia (MOSES) no Brasil, que se dedicava a auxiliar pessoas que desejavam “abandonar a homossexualidade”; e Murilo Araújo, do Diversidade Católica, coletivo integrante da Rede Nacional de Grupos Católicos LGBT. A comentadora será Jandira Queiroz, jornalista com vasta experiência em organizações do terceiro setor nas áreas de direitos sexuais e reprodutivos e direitos humanos, sociais e econômicos, atualmente assessora de ativismo e mobilização na Anistia Internacional Brasil.

O evento será encerrado por um fórum para articulação de possibilidades e estratégias de ação, visando ao asseguramento e expansão de direitos em prol da diversidade sexual e de gênero. Para qualificar a plenária, foram convidados representantes de conselhos profissionais e ativistas, integrantes de movimentos sociais, membros de comunidades de fé e pesquisadores.

O evento é aberto e gratuito. Não há necessidade de inscrição prévia.

PROGRAMAÇÃO


09h30-10h00 | Abertura: Horacio Sívori (CLAM/IMS/UERJ)

10h00-12h30 | A controvérsia em debate: diferentes campos de atuação
• Pedro Paulo Bicalho (CFP; UFRJ)
• Letícia Oliveira (NUDIVERSIS/DPRJ)
• Sérgio Carrara (CLAM/IMS/UERJ)
Comentador: Claudio Nascimento (Aliança Nacional LGBTI; Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT)
Mediador: Cleber Macedo (CLAM/IMS/UERJ)

12h30-14h00 | Almoço

14h00-16h30 | A controvérsia em debate: comunidades de fé
• Sérgio Viula (LiHS; ex-MOSES)
• Camila Mantovani (Esperançar; “Evangélicxs - Juntos pela Diversidade”)
• José Barbosa Jr. (Comunidade Batista do Caminho-BH; “Jesus Cura a Homofobia”)
• Murilo Araújo (Diversidade Católica-RJ)
Comentadora: Jandira Queiroz (Anistia Internacional)
Mediadora: Cristiana Serra (CLAM/IMS/UERJ)

16h30-18h00 | Fórum de articulação
Mediadora: Vanessa Leite (CLAM/IMS/UERJ)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Zeus e Ganimedes: A paixão entre um deus e um príncipe de Tróia

Humorista 'Picolina' é encontrada morta dentro de casa em Fortaleza