Postagem em destaque

A guerra da Rússia contra a Ucrânia e a hipocrisia dos que não condenam as ações de Putin

Imagem
  A invasão russa já dura quase um ano e três meses Por Sergio Viula 24 de abril de 2023 Quando eu condeno Vladimir Putin  pela invasão à Ucrânia e seus crimes de guerra, costumo ouvir muito chororô por parte das viúvas de Stalin, outro genocida que matou diretamente ou levou à morte milhões de habitantes da falecida Uniâo das Repúblicas Socialistas Soviéticas.  Não eram unidas, não se comportavam como repúblcias, nunca foram socialistas no sentido real do termo e nem se enquadravam como soviéticas literalmente, porque "sovietes" era o nome dado aos conselhos de trabalhadores originados na Rússia, que foram incorporados como funcionários do governo, perdendo a capacidade de se opor a ele sob qualquer circunstância. Os sovietes perderam sua função original, tornando-se parte da engrenagem ditatorial estatal. Marx deve ter batido cabelo dentro do túmulo de decepção e indignação com tudo isso.  Fato é que, geralmente, essas nostálgicas amantes de ditadores assassinos de seu próp

O CONTO DA AIA e nós

The Handmaid's Tale (O Conto da Aia)
Nada pode substituir a liberdade!



Por Sergio Viula


Hoje foi dia de manifestação em Ipanema. Motivo: a destruição da Amazônia acelerada pelo des-governo atual. 

Andre e eu jantamos jantamos perto de casa e falamos sobre isso, inclusive no caminho de volta. 

Infelizmente, nem tudo sai como planejamos - durante a noite, Andre piorou da crise alérgica que já estava enfrentando desde o período da tarde de sábado. O desconforto foi tanto que dormimos muito mal. Eu dormi praticamente nada durante toda a noite e fui acordar ao meio-dia com aquela sensação de corpo alquebrado e cabeça meio fora de órbita. 

O frio, coisa que agrava o quadro dele quando fica atacado de alergia, precisava ser evitado a todo custo. Como a manifestação era ao ar-livre e próxima do mar, não arriscamos. Ficamos em casa e preparamos nosso almoço, que foi só foi servido às 16:00, aproximadamente. 

Apesar do desapontamento de ambos, ter ficado em casa nos proporcionou a oportunidade de assistir a segunda temporada de The Handmaid's Tale (O Conto da Aia) até o fim. Desde a primeira temporada, não conseguimos mais nos desligar dessa série. 

Geralmente, não damos a mínima para séries, mesmo quando são muito populares. A verdade é que essa série nos fisgou por sua a temática - uma distopia vivida nos EUA depois de um golpe fascista de cunho teocrático. Não tem como não pensar no valor da liberdade, do amor, do direito de ir e vir, do direito à informação, ao conhecimento sem restrição ou distinção de quaisquer espécies. 


A autora do Conto de Aia,  
a canadense Margareth Atwood


Leia o livro. À venda na AMAZON.

Assista a série no Globoplay.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Zeus e Ganimedes: A paixão entre um deus e um príncipe de Tróia

Dia Internacional do Orgulho LGBT: Importantes apontamentos