Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2020

Postagem em destaque

Paulo Gustavo se foi - meu luto e minha luta

Imagem
 Por Sergio Viula Paulo Gustavo se foi. Que dor para todos os que o amam, especialmente para seu marido, sua mãe e demais familiares. Não há palavras que bastem para tanta tristeza. 🙁 Assista e inscreva-se. Minha filha acaba de me contar uma história que eu nem sabia que ela tinha vivido: "Vi a notícia do Paulo Gustavo. Aquilo me apertou tanto o peito. Eu só pensava em vc. Uma vez, vi o Paulo Gustavo no shopping e falei pra ele: 'Tu é a cara do meu pai.' Ele riu muito e falou: 'Uma garota desse tamanho dizer que eu pareço o pai dela... Toma vergonha, tá me chamando de velho assim na cara? Kkk.' Eu ri tanto tanto. Muito triste mesmo. Cara tão gente boa.' #paulogustavo 😥 Claro que a gente não é tão parecido fisicamente assim, mas muitas vezes, quando eu brinco, algumas coisas soam mesmo parecidas com algumas tiradas desse querido e saudoso "parente de todos nós".

Exceto pelas compras, nossos domingos têm sido assim

Imagem
Andre e eu brindando à vida e ao amor Faço tudo o que posso para não sair de casa durante a quarentena, mas, infelizmente, essa semana, parece que tudo no meu computador decidiu jogar contra mim: mouse falhando, teclado ferrado, plug de ouvido, mesmo já reconhecido pelo Google Meets, sendo repentinamente "desconhecido" várias vezes ao longo de uma mesma sessão.  CANSEI!  Decidi que compraria tudo novo hoje mesmo numa Casa & Vídeo em beira de rua. As de shopping center estão todas fechadas. E, só para deixar claro, tem que ser assim mesmo, ou seja, só funcionar o mínimo, e mesmo assim se for essencial. Infelizmente, tecnologia é absolutamente essencial, especialmente em tempos de isolamento.  Moral da história: consegui comprar tudo o que precisava para continuar trabalhando. Não procurei nada cheio de guéri-guéri. Foi tudo bem simples mesmo. Apenas o funcional. Afinal, nunca foi tão caro trabalhar. ^^ Já tinha gasto uma grana na semana passada, qu

🌈 Gay até sonhando 🌈

Imagem
por Sergio Viula Essa noite, tive um sonho muito interessante envolvendo várias questões, principalmente LGBT. Sei que contar sonhos é sempre uma forma se de expor ao olhar treinado do psicanalista ou do psicólogo. Mas, penso que esse sonho mereça ser compartilhado com meus leitores, pois pauta alguns pontos interessantes da experiência sexodiversa. Deixa eu te contar Entrei numa joalheria com a intenção de comprar algumas peças de presente para o Andre. Meu objetivo era fazer-lhe uma surpresa fora de qualquer data festiva. Pretendia ver algumas pulseiras masculinas e escolher dentre elas aquelas que combinassem com ele e que pudessem ser usadas separadamente ou combinadas em diversas ocasiões diferentes. A consultora, linda e atenciosa, foi me mostrando as jóias e me encantando com cada uma. Enquanto eu ainda refletia sobre aquelas que eu levaria, ela me mostrou um colar belíssimo de esmeraldas circundadas por brilhantes. Ao que eu prontamente respondi com a franqueza

Que semana!

Imagem
Por Sergio Viula Que semana! Não é fácil ver o país afundando nas mãos de incompetentes e mal-intencionados. Apesar deles, a vida segue. Já são 2 meses e mais de uma semana em isolamento aqui em casa. Graças a isso, tenho conseguido manter o coronavírus longe de mim. Não brinco com isso, mas apesar da minha seriedade, nunca se pode ter certeza de que uma doença ficará fora do nosso corpo enquanto não houver uma vacina. Com ela, se esse miserável entrar, morre. Parece que avanços fantásticos já estão sendo feitos por cientistas ligados a uma empresa de produção de vacinas nos EUA. Se tudo correr bem, é provável que tenhamos um meio imunização contra o Covid-19 antes do final do ano. CONHECIMENTO SALVA, ESTUPIDEZ MATA, especialmente quando tem algum grau de fanatismo, principalmente religioso ou político. Portanto, não morra na praia. ESPERE! Tudo o que for perdido ou deixar de ser ganho agora poderá ser recuperado, desde que você permaneça vivo. Eu estou nessa vibe. Vem

Alegrias que as redes sociais me proporcionam

Imagem
Por Sergio Viula É fantástico ver o poder de um livro, mas é preocupante também. Digo isso, porque, se por um lado, um livro emancipador pode fazer muito bem, por outro lado, um livro com conteúdo opressor pode causar muito estrago. Entre domingo e segunda-feira, mais precisamente falando, em menos  24 horas, recebi comentários de pessoas que leram o meu livro  Em busca de mim mesmo . E, para a minha alegria, todas elas tiraram proveito da leitura. Curiosamente, cada comentário chegou por meio de uma rede social diferente: WhatsApp, Facebook e Instagram. Foi por esse último que um leitor, com quem eu nunca tivera c ontato, pôde falar comigo pela primeira vez. Fiquei lisonjeado com o que ele disse e esperançoso, pois constatei que  mesmo estando esgotado em sua versão impressa, meu livro continua alcançando pessoas em seu  fornato e-book pelo site Amazon. Esse leitor me disse a mesma coisa que já ouvi de outras pessoas, isto é, que uma vez iniciada a leitura, não conseguiu m

Mais uma translação completa

Imagem
Por Sergio Viula Atualizado em 09/05/2020 Bolo feito por Andre. O número foi ele mesmo que fez. Nada de velas e sopros. O "mocoronga" vírus não foi convidado. Um beijo especial para quem via isso aqui depois da escola. (Perdidos no espaço) Fazer aniversário é sempre um oxímoro: "mais um ano a menos". Honestamente, não sei se comemoro ter vivido mais um ano ou se lamento o fato de que tenho um ano a menos para viver daqui para frente. Não o digo com tristeza. Digo-o com um tantinho de humor, quase de deboche para comigo mesmo. Queiramos ou não, a vida é uma comédia dramática. A gente ri da própria desgraça. E se chorar, não muda nada. Só desidrata. Houve um tempo quando pensar na segunda década de vida parecia uma realidade tão distante, quase uma outra encarnação. Aos nove ou dez anos, a gente acha o primo ou o tio de 20 quase tão velho quanto nossos pais. Nossa percepção ainda imatura sobre a transitoriedade da vida nos impedem de percebe

Antes que o galo cante três vezes... kkk

Imagem
Por Sergio Viula Antes que o galo cante três vezes (hehehe),  eu terei completado mais uma volta em torno do sol.  Ao longo dessa semana, escrevi um post em forma de crônica a cada dia, fazendo uma contagem regressiva até o dia 08. A última crônica dessa série está agendada para amahã, logicamente. Como qualquer pessoa que publica um texto seu, eu fico muito feliz quando as pessoas o leem. Fico mais feliz ainda quando o comentam. Mas, independentemente do fluxo de leitores que um texto possa atrair, eu mantenho sempre em mente que esse blog acumula duas funções fundamentais: compartilhar minhas ideias com os interessados nelas e arquivar memórias às quais eu possa recorrer sempre que não consiga lembrar de algum detalhe sobre determinada experiência vivida. Assim sendo, gostaria de registrar mais algumas aqui. Minha aulas nessa quarentena Tenho dado aulas exclusivamente online desde o dia 14 de março. Na verdade, já dou aulas online há bastante tempo, mas, antes, eu o fazia

Faltam dois dias: minha teimosia em planejar o futuro, apesar de tudo

Imagem
Por Sergio Viula Por Sergio Viula Hoje é quarta-feira, e eu sempre gostei das quartas-feiras. Talvez seja pela sensação de que, quando ela chega, já vivi metade da semana, mas ainda me resta metade dela para viver.  Fico pensando se não é porque tenho a sensação de “realizado” e “realizável” ao mesmo tempo, ou seja, a metade que ficou para trás significa trabalho feito, emoções vividas, novas memórias registradas, enquanto a metade que está adiante significa possibilidades, coisas que poderão ser feitas do mesmo jeito ou de um modo totalmente diferente, tempo livre no final de semana, entre outras coisas.  Essa quarta-feira, especificamente, se torna ainda mais significativa por ser a antevéspera do meu aniversário esse ano. Porém, se por um lado eu projeto o depois de amanhã, por outro, não sei sequer se terei amanhã.  Nossa teimosia em planejar o futuro Nosso irresistível impulso de  antecipar o futuro, planejá-lo ou organizá-lo [até mesmo de sofrê-lo ou gozá-lo], quando ele

A três dias do meu aniversário

Imagem
Por Sergio Viula Faltam três dias para a minha 'live' de aniversário Comecei o dia em reunião com minha chefe e colegas de trabalho em videoconferência, mas não podia quebrar a contagem regressiva para o meu aniversário. Estou escrevendo um post por dia até o dia 08 desse mês, sexta-feira. Então, vamos lá! O que mudou em nossos empregos Ontem, depois de escrever meu post "A quatro dias do meu aniversário", e de saber ao final da postagem que 70 pessoas haviam sido demitidas da empresa onde Andre trabalha, fui informado pelo presidente da empresa onde eu trabalho que esta precisou aderir à estratégia de redução de carga horária, com consequente redução de salário, bem como à suspensão de contrato (não demissão) daqueles funcionários que não podem trabalhar de casa devido à natureza de sua função: pessoas da zeladoria, porteiros, etc.  Alguns funcionários que poderiam trabalhar de casa, mas que passaram a não ser necessários por haver mais de um profissio

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Corpus Christi: Vestra frui corporum (Aproveitai vossos corpos)

Entrevista: Conheça Cris Lacerda e sua história de superação