Postagens

Mostrando postagens de Março, 2021

Postagem em destaque

Paulo Gustavo se foi - meu luto e minha luta

Imagem
 Por Sergio Viula Paulo Gustavo se foi. Que dor para todos os que o amam, especialmente para seu marido, sua mãe e demais familiares. Não há palavras que bastem para tanta tristeza. 🙁 Assista e inscreva-se. Minha filha acaba de me contar uma história que eu nem sabia que ela tinha vivido: "Vi a notícia do Paulo Gustavo. Aquilo me apertou tanto o peito. Eu só pensava em vc. Uma vez, vi o Paulo Gustavo no shopping e falei pra ele: 'Tu é a cara do meu pai.' Ele riu muito e falou: 'Uma garota desse tamanho dizer que eu pareço o pai dela... Toma vergonha, tá me chamando de velho assim na cara? Kkk.' Eu ri tanto tanto. Muito triste mesmo. Cara tão gente boa.' #paulogustavo 😥 Claro que a gente não é tão parecido fisicamente assim, mas muitas vezes, quando eu brinco, algumas coisas soam mesmo parecidas com algumas tiradas desse querido e saudoso "parente de todos nós".

Lacração total! MONTERO (Call me by your name) - Lil Nas X

Imagem
Cena do clip Montero (Call me by your name) Por Sergio Viula Deslumbrante, punjante e provocante - esses são apenas três dos muitos adjetivos que eu poderia utilizar para qualificar o clip  ' Montero (Call Me by Your Name) ' lançado por   Lil Nas X   na última sexta-feira, 26.  O título da música reporta a "Me chame pelo seu nome", sucesso como livro e como filme em  2017. Lis Nas X, atualmente com 21 anos de idade, revelou ser gay em 2019.  Logo no começo do clip, ele já o tom da conversa: " Na vida a gente esconde a pessoa que a gente não quer que o mundo veja, prende, diz não e a bane, mas aqui, não. Bem-vindo a Montero ". O clip dialoga com mitos gregos e bíblicos com efeitos visuais simplesmente deslumbrantes. Além disso, o cantor desempenha papéis simultâneos interagindo consigo mesmo como personagens diversos. O clip, que começa no paraíso e termina no inferno, pode ser entendido de várias maneiras. Cito duas. A primeira, como uma metáfora sobre as dr

Concurso Talentos em Dublagem Gay homenageia Marcos Caruso

Imagem
Por Sergio Viula Com informações de Dulceh Siqueira  O ator Marcos Caruso será homenageado na 11ª edição do Concurso Talentos de Dublagem Gay , que será feita online esse ano por causa da pandemia. O evento ocorrerá no dia 29 de março , próxima segunda feira, às 21h. O evento contará com a presença de vários artistas, especialmente drag queens. Idealizado por Kaká Silva, com o objetivo de reconhecer os talentos de dublagem que sempre enriqueceram a cena gay, especialmente nos shows de transformistas e drag queens, o concurso sempre homenageia uma estrela das artes cênicas. Para assistir ao evento, acesse o seguinte link no YouTube:   https://www.youtube.com/channel/UCt9KBS97TrxwCRaOeYOE1fQ No Facebook, a página dos idealizadores é: https://www.facebook.com/Concurso-de-Dublagem-Gay-433050830434686 Idealizador: Kaká Silva Produção: Fátima Cristina Assessoria: Dulce Siqueira Apresentação oficial: Suellen Pinheiro (Maxwell Pinheiro) Classificação: 18 anos

Nós e a maldição da mansão Bly

Imagem
A maldição da mansão Bly The haunting of Bly manor   Por Sergio Viula Andre e eu decidimos assistir A maldição da mansão Bly pela segunda vez. A primeira foi no ano passado. A série continua disponível no Netflix no momento em que escrevo.  Apesar de parecer ser apenas mais uma série sobre assombrações fantasmagóricas numa linda casa antiga, trata-se, na verdade, de um lindo romance. Quem gosta de levar uns sustos vai se deliciar com a série, mas o que mais me toca no enredo todo é a metáfora da perda do rosto dos espíritos desencarnados. O desvanecimento da face representa o esquecimento no qual tudo e todos eventualmente mergulharão. Em outras palavras, o tempo apaga tudo, inclusive a lembrança dos espíritos mais obstinados. E não me refiro apenas à lembrança desses mortos entre os que permanecem vivos, mas as memórias acumuladas por esses próprios mortos durante suas vidas na terra.  Na série, os vivos acumulam memórias só para perdê-las totalmente após a morte, mesmo repetindo os

A neurose cristã sobre a masturbação

Imagem
  Por Sergio Viula Todo domingo (dia do Senhor ^^), a Coluna do Viula traz algum tema com viés no campo da sexualidade, geralmente na sexodiversidade, mas enfocando alguma questão religiosa. No artigo de hoje, quero discorrer sobre a masturbação, a popularmente chamada punheta. Sei que punheta reporta logo ao estímulo do pênis, mas não deixarei de falar sobre a masturbação feminina – a famosa siririca. Há, porém, distinções a serem feitas aqui que vão além da glande e do clitóris. Vejam bem, a Igreja Católica Romana (ICAR) condena a masturbação veementemente. É ensino oficial da ICAR em seu catecismo. A publicação pode ser encontrada em  página oficial do Vaticano . Cito o trecho: 2352. Por masturbação entende-se a excitação voluntária dos órgão genitais, para daí retirar um prazer venéreo. «Na linha duma tradição constante, tanto o Magistério da Igreja como o sentido moral dos fiéis têm afirmado sem hesitação que a masturbação é um acto intrínseca e gravemente desordenado». «Seja qual

Quênia: Ataque homofóbico no campo de refugiados Kakuma

Imagem
Por Sergio Viula Com informações de Victor Mukasa "Liberte-nos do cativeiro", diz o cartaz de um dos refugiados LGBT no campo de Kakuma, Quênia. Ontem de madrugada, um ataque homofóbico perpetrado contra refugiados LGBT vivendo no bloco 13 do campo de Kakuma, no Quênia, deixou vários feridos. Os agressores atearam fogo no acampamento enquanto as pessoas dormiam, deixando vários feridos. Bloco 13 do acampamento de Kakuma, no Quênia (área habitada por pessoas LGBT) Durante o dia de hoje, Victor Mukasa usou sua página no Facebook para dar voz aos refugiados e às suas demandas junto a ONU. Mukasa convidou John Ssenyonjo para falar e revelar alguns dos horrores que os refugiados LGBT sob a suposta proteção do Alto-comissariado das Nações Unidas para os Refugiados estão sofrendo. John Ssenyonjo porta-voz das vítimas John Ssenyonjo mostrou algumas das vítimas queimadas com a pele descolando dos membros do corpo como se fossem meias finas. "Se você é uma daquelas pessoas que a

Seminarista é enviada para sítio de cura gay

Imagem
Claudia Baccile e sua esposa Fonte da foto: A Pública  Por Sergio Viula Uma matéria publicada pela  UOL (Universa) , no último dia 01 de março, trouxe a história de Claudia Baccile, uma jovem que era seminarista e foi enviada para um sítio de cura gay. O título da matéria já entrega o babado: "Me apaixonei por uma mulher e a igreja me mandou para um sítio de cura gay". A moça conta que se converteu por influência da avó e revela que desde nova já se interessava por meninas e que considerava esses como sendo influênciados pelo diabo - coisa que as igrejas geralmente inculcam e continuamente reforçam na cabeça daqueles que lhes dão ouvidos. Quando o indíviduo é criança ou adolescente, o impacto dessa pregação demonizadora dos afetos geralmente gera resultados extremamente nocivos para a a psiquê dessas pessoas. Uma vez identificada como homossexual, bissexual ou transgênera, a pessoa LGBT vai ser monitorada, manipulada e convencida de que precisa de ajuda, de que a igreja pode

Grande dia! Meu pai foi vacinado!

Imagem
 Por Sergio Viula Meu pai sendo vacinado contra ao Corona hoje (04 de março de 2021) No dia 14 de março, ou seja, daqui a dez dias, eu completarei um ano de isolamento. Isso quer dizer que trabalhei de casa, não saí para comemorações de quaisquer tipos e só tive contato com quatro pessoas diretamente: meu marido, meu filho e meus pais. É uma vantagem gigantesca poder viver assim, apesar dos custos emocionais da renúncia de quase tudo o que eu costumava fazer. Foi graças a esse isolamento, porém, que eu fiquei relativamente fora do alcance do Corona a maior parte do tempo. Hoje, eu tive a alegria de receber a melhor notícia do ano para nós aqui de casa: Meu pai tomou a primeira dose da vacina. Daqui a uns dias, será a vez da minha mãe. Meu pai é cardíaco com quadro grave e minha mãe está em remissão de câncer, já tendo recebido alta da quimioterapia há quase quatro meses. Quem acompanhou meu pai na vacinação, foi o meu filho Isaac. Foi ele que filmou esse atencioso enfermeiro trabalhand

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Corpus Christi: Vestra frui corporum (Aproveitai vossos corpos)

Entrevista: Conheça Cris Lacerda e sua história de superação