Postagem em destaque

Paula, uma pessoa intersexo

Imagem
  Por Sergio Viula Decidi resgatar uma experiência que eu tive em 12/02/2103, na cidade de Fortaleza, CE.  Essa experiência de troca humana fantástica aconteceu na Praia do Futuro, que é pontilhada por barracas em estilo de choupanas. Tomei uns belos  drinks  (lembram?) e comi muqueca de arraia com um acompanhamento de arroz, maionese, batata frita e farofa - tudo simples, mas super gostosinho. O melhor de tudo porém, foi ter conhecido Paula.  Assim que cheguei, percebi que Paula era uma mulher especial, apesar de todas as mulheres terem algo de especial por natureza. Mas, Paula chamava atenção por ter alguns traços masculinos. De início, pensei que ela fosse uma mulher transexual em processo de feminização. Decidi seguir o caminho mais seguro para descobrir como ela se identificava - perguntei qual era o seu nome. Assim, ela poderia indicar se preferia ser tratada no feminino, como eu imaginava. Ela me disse que se chamava Paula.  Acontece que Paula  não  é transexual. De forma absolu

Coronavírus, páscoa e isolamento social

Por Sergio Viula




Foi um feriado bem fora do comum. Nada de compras, nada de visitas, nada de encontros com os parentes e amigos. Mesmo assim, conseguimos trocar ovos de chocolate aqui em casa (Andre e eu) e pudemos dar ovos de presente aos meus pais e ao meu filho sem maiores contatos.

Deixamos três ovos trufados da Cacau Show na porta deles hoje de manhã. Depois, liguei para o meu filho e pedi para ele abrir a porta da frente, pois havia uma 'coisinha' para eles lá. Foram três ovos dreams - dois sem açúcar e um tradicional. Assim, meus pais podem comer tudo sem medo de alterar a glicose. ^^

Aqui em casa, foi a mesma coisa - um tradicional e um sem açúcar.

O presente que Andre me deu (esquerda) e o que eu dei a ele


Com um cartão de crédito e um celular conectado à Internet, o coelho acaba encontrando o caminho certo para a nossa toca. 

Como meus pais não são nada "tecnológicos", eles não puderam fazer coisa parecida. E eu não esperava nada em troca mesmo. Só que eles ficam muito ressentidos de não poderem comprar na rua e não saberem comprar pela Internet. Para compensar, mandaram uma lasanha M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A para o nosso almoço e mais umas guloseimas que já tinham comprado no mercado faz tempo.

Ao longo do dia, como a maioria das pessoas, trocamos mensagens com nossos amigos e parentes. 

Minha filha só recebeu mensagem mesmo. Nesse momento, ela está a um oceano de distância. Ela, o namorado e a família dele estão morando em Portugal. Mas, fiz uma homenagem especial pelo Instagram. ^^ A saudade é grande, mas a satisfação de vê-la realizando sonhos é maior.

O melhor de tudo, no final das contas? Estamos vivos e saudáveis. Na atual conjuntura, isso é artigo de luxo.

Cuidem-se meus queridos amigos leitores. A vida não tem cupom de troca.

Boa páscoa e muita vida!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Zeus e Ganimedes: A paixão entre um deus e um príncipe de Tróia

Júlio Severo, um lobo em pele de cordeiro (escrito por um cristão)