Postagem em destaque

Heartstopper: Uma série que inspira e encanta

Imagem
Kit Connor e Joe Locke fazem o papel de Nick Nelson e Charlie Spring,  respectivamente, em Heartstopper. (Netflix) Por Sergio Viula Com informações do portal Pink News Já se passaram seis anos desde que Alice Oseman escreveu sua webcomic (quadrinhos para a Internet). Os quadrinhos foram muitíssimo bem recebidos. Agora, Heartstopper chega à Netflix e já figura entre os produtos mais assistidos do streaming. Heartstopper conta a história de Charlie (Joe Locke), um adolescente gay que vive completamente fora do armário, e que se apaixona por Nick (Kit Connor), um jogador de rugby em sua escola. Charlie é gay. Nick é bissexual. Elle é transexual negra e apaixonada por Tao Xu, que é asiático-americano. Tara e Darcy são duas garotas cisgêneras e formam um casal interracial. E, por fim, existe o Ben, que é gay enrustido e mal resolvido, mas vive dando em cima de Charlie em segredo. Eu assisti tudo nesse feriado de Tiradentes e adorei! Assista a série aqui: HEARTSOPPER - NETFLIX . Trailer ofic

Coronavírus, páscoa e isolamento social

Por Sergio Viula




Foi um feriado bem fora do comum. Nada de compras, nada de visitas, nada de encontros com os parentes e amigos. Mesmo assim, conseguimos trocar ovos de chocolate aqui em casa (Andre e eu) e pudemos dar ovos de presente aos meus pais e ao meu filho sem maiores contatos.

Deixamos três ovos trufados da Cacau Show na porta deles hoje de manhã. Depois, liguei para o meu filho e pedi para ele abrir a porta da frente, pois havia uma 'coisinha' para eles lá. Foram três ovos dreams - dois sem açúcar e um tradicional. Assim, meus pais podem comer tudo sem medo de alterar a glicose. ^^

Aqui em casa, foi a mesma coisa - um tradicional e um sem açúcar.

O presente que Andre me deu (esquerda) e o que eu dei a ele


Com um cartão de crédito e um celular conectado à Internet, o coelho acaba encontrando o caminho certo para a nossa toca. 

Como meus pais não são nada "tecnológicos", eles não puderam fazer coisa parecida. E eu não esperava nada em troca mesmo. Só que eles ficam muito ressentidos de não poderem comprar na rua e não saberem comprar pela Internet. Para compensar, mandaram uma lasanha M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A para o nosso almoço e mais umas guloseimas que já tinham comprado no mercado faz tempo.

Ao longo do dia, como a maioria das pessoas, trocamos mensagens com nossos amigos e parentes. 

Minha filha só recebeu mensagem mesmo. Nesse momento, ela está a um oceano de distância. Ela, o namorado e a família dele estão morando em Portugal. Mas, fiz uma homenagem especial pelo Instagram. ^^ A saudade é grande, mas a satisfação de vê-la realizando sonhos é maior.

O melhor de tudo, no final das contas? Estamos vivos e saudáveis. Na atual conjuntura, isso é artigo de luxo.

Cuidem-se meus queridos amigos leitores. A vida não tem cupom de troca.

Boa páscoa e muita vida!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Bebê a bordo: Diário de um avô colorido 👴🏳️‍🌈

Zeus e Ganimedes: A paixão entre um deus e um príncipe de Tróia