Postagem em destaque

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ E SEXODIVERSIDADE

Imagem
TESTEMUNHAS DE JEOVÁ E SEXODIVERSIDADE Por Sergio Viula Fundada por Charles Taze Russell em XXXXX, a religião conhecida como Testemunhas de Jeová é uma das mais totalitárias do mundo. Confundida por muitos com as igrejas evangélicas, a Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados, ligada ao Corpo Governante contava com mais de oito milhões e duzentos mil membros. No Brasil, são pouco mais que 700 mil seguidores e 11.562 Salões do Reino das Testemunhas de Jeová (seus templos) no mundo todo. Esses números são de 2014, ultima contagem publicada até o momento desse artigo. Entre suas crenças mais conhecidas e repudiadas estão a de não doar e nem receber sangue sob hipótese alguma e a de não participar da vida cívica do país em que estejam inseridas. Porem, muitas outras crenças são estranhas à maioria das comunidades ditas cristãs. As Testemunhas de Jeová não se consideram ‘evangélicas’ quando termo é aplicado a igrejas protestantes mais recentes e pentecostais, mas gostam de se denomina

Adolescente é vítima de homotransfobia letal em Camocim, Ceará


 Por Sergio Viula




Com apenas quatro dias desse novo ano (2021), uma nova vítima de homotransfobia, desta vez com 13 anos, teve sua vida brutalmente interrompida pelas mãos de criminoso conhecido dela na pequena cidade de Camocim, no Ceará.

A notícia chegou a mim pela publicação do pesquisador Eduardo Michels, que durante 10 anos (2008-2018) dedicou-se a pesquisar e produzir o maior e melhor relatório sobre homofobia e transfobia já realizado no Brasil. Eduardo mantém o site Homofobia Mata, que você poderá acessar aqui: https://homofobiamata.wordpress.com/

Ao ver a foto da vítima e ler a notícia, fiquei profundamente comovido e indignado. Ontem, dois dias depois do crime, publiquei o vídeo que você poderá assistir abaixo. Nesse vídeo, eu leio e comento as reportagens da Revista de Camocim, do Camocim Portal de Notícias e do Jornal O Globo. Na ocasião, ainda não se sabia o nome gostava de usar. De acordo com informações levantadas por ativistas trans, a vítima se identificava como Karen. Essa informação só foi divulgada depois que esse vídeo já estava no ar.


Assista e compartilhe o vídeo. Inscreva-se no canal.



Comentários

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Eduardo Peret: Homenagem a um amigo que bateu asas e deixou saudades

Bebê a bordo: Diário de um avô colorido 👴🏳️‍🌈