Postagem em destaque

Heartstopper: Uma série que inspira e encanta

Imagem
Kit Connor e Joe Locke fazem o papel de Nick Nelson e Charlie Spring,  respectivamente, em Heartstopper. (Netflix) Por Sergio Viula Com informações do portal Pink News Já se passaram seis anos desde que Alice Oseman escreveu sua webcomic (quadrinhos para a Internet). Os quadrinhos foram muitíssimo bem recebidos. Agora, Heartstopper chega à Netflix e já figura entre os produtos mais assistidos do streaming. Heartstopper conta a história de Charlie (Joe Locke), um adolescente gay que vive completamente fora do armário, e que se apaixona por Nick (Kit Connor), um jogador de rugby em sua escola. Charlie é gay. Nick é bissexual. Elle é transexual negra e apaixonada por Tao Xu, que é asiático-americano. Tara e Darcy são duas garotas cisgêneras e formam um casal interracial. E, por fim, existe o Ben, que é gay enrustido e mal resolvido, mas vive dando em cima de Charlie em segredo. Eu assisti tudo nesse feriado de Tiradentes e adorei! Assista a série aqui: HEARTSOPPER - NETFLIX . Trailer ofic

Adolescente é vítima de homotransfobia letal em Camocim, Ceará


 Por Sergio Viula




Com apenas quatro dias desse novo ano (2021), uma nova vítima de homotransfobia, desta vez com 13 anos, teve sua vida brutalmente interrompida pelas mãos de criminoso conhecido dela na pequena cidade de Camocim, no Ceará.

A notícia chegou a mim pela publicação do pesquisador Eduardo Michels, que durante 10 anos (2008-2018) dedicou-se a pesquisar e produzir o maior e melhor relatório sobre homofobia e transfobia já realizado no Brasil. Eduardo mantém o site Homofobia Mata, que você poderá acessar aqui: https://homofobiamata.wordpress.com/

Ao ver a foto da vítima e ler a notícia, fiquei profundamente comovido e indignado. Ontem, dois dias depois do crime, publiquei o vídeo que você poderá assistir abaixo. Nesse vídeo, eu leio e comento as reportagens da Revista de Camocim, do Camocim Portal de Notícias e do Jornal O Globo. Na ocasião, ainda não se sabia o nome gostava de usar. De acordo com informações levantadas por ativistas trans, a vítima se identificava como Karen. Essa informação só foi divulgada depois que esse vídeo já estava no ar.


Assista e compartilhe o vídeo. Inscreva-se no canal.



Comentários

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Bebê a bordo: Diário de um avô colorido 👴🏳️‍🌈

Zeus e Ganimedes: A paixão entre um deus e um príncipe de Tróia