Postagem em destaque

Paulo Gustavo se foi - meu luto e minha luta

Imagem
 Por Sergio Viula Paulo Gustavo se foi. Que dor para todos os que o amam, especialmente para seu marido, sua mãe e demais familiares. Não há palavras que bastem para tanta tristeza. 🙁 Assista e inscreva-se. Minha filha acaba de me contar uma história que eu nem sabia que ela tinha vivido: "Vi a notícia do Paulo Gustavo. Aquilo me apertou tanto o peito. Eu só pensava em vc. Uma vez, vi o Paulo Gustavo no shopping e falei pra ele: 'Tu é a cara do meu pai.' Ele riu muito e falou: 'Uma garota desse tamanho dizer que eu pareço o pai dela... Toma vergonha, tá me chamando de velho assim na cara? Kkk.' Eu ri tanto tanto. Muito triste mesmo. Cara tão gente boa.' #paulogustavo 😥 Claro que a gente não é tão parecido fisicamente assim, mas muitas vezes, quando eu brinco, algumas coisas soam mesmo parecidas com algumas tiradas desse querido e saudoso "parente de todos nós".

Bebê a bordo: Diário de um avô colorido 👴🏳️‍🌈



Por Sergio Viula



1º DIA:

07/03/2021


Às vesperas do Dia Internacional da Mulher, minha filha me deu uma notícia que merece celebração e exige cuidados ao mesmo tempo. 

Acordei por volta das nove horas da manhã com mensagens entrando, uma após a outra, no meu Instagram. Antes mesmo de ir ao banheiro fazer a higiene matutina, abri o comunicador e li o seguinte: "Você vai ser avô, mas ainda é segredo. Só conta para os meus pais e para o Isaac." A razão do segredo é que o teste para gravidez que ela havia feito era aqueles que se compram em farmácias. Ela queria contar para outras pessoas só depois do exame de sangue, que dá um resulado mais seguro.

Claro que eu fiquei feliz e preocupado ao mesmo tempo. Daí, a frase que abriu esse diário lá em cima. É bom saber que Larissa e Vitor estão felizes com a perspectiva da maternidade e da paternidade. Por outro lado, ter um filho não é tão simples quanto muita gente imagina e nem como alguns pais e algumas mães tendem a falar sobre esse assunto, como se tudo se resumisse a sapatinhos de crochê e mantinhas estampadas com motivos infantis. 

Dei alguns conselhos aos marinheiros de primeira viagem, mas tudo com bom senso e alegria, obviamente.

Contei para os meus pais, que agora serão bisavós, e para o meu filho, que ainda não havia se imaginado tio com clareza. Ficaram super felizes, é claro, mas também ansiosos para acompanhar, mesmo que de longe, a gravidez desses dois fofos.

Esse 'post' será atualizado sempre que eu me sentir motivado a registrar alguma novidade ou sentimento ao longo dos próximos meses. Ela não sabe ainda quanto tempo já tem. Isso é outra coisa que será indicada pelo médico.

Sigam o blog. E não deixem de seguir meu canal no YouTube. Imagina se um avô todo trabalhado nas cores do arco-íris vai ficar calado por muito tempo. Assim que Larissa e Vitor e me autorizarem, eu vou falar um bocado sobre isso. Inscrevam-se e aguardem. 👴🏳️‍🌈



2º DIA:

11/04/2021


Ontem, enviei mensagem para minha filha perguntando sobre as novidades. Hoje, antes do nosso café da manhã, ela começou a responder. Aqui eram cerca de 10h da manhã (domingo), mas lá já estava num "comboio" (palavra para trem em Portugal) dirigindo-se ao trabalho. Enquanto viajava, ela ia me atualizando.

Larissa fez uma ultrassonografia ontem. Estava com 11 semanas de gravidez, ou seja praticamente três meses. O médico não pôde dizer muito ainda, mas confirmou que o desenvolvimento está normal. O feto já tem pernas e braços. Larissa brinca, dizendo: "Uma cabeça enorme kkk. Parece uma alien." Eu ri muito e disse que todo feto é assim mesmo - sempre cabeçudo. E acrescentei: Antes de serem lindos como vocês eram bebezinhos, você e seu irmão tamém pareciam aliens encapsulados na barriga da mãe de vocês. Ele/Ela vai ser lindo(a) também. Aguardem. ^^




Conversamos muito sobre a situação lamentável em que o Brasil se encontra em todos os sentidos. Parece que o país retrocedeu o equivalente a 30 anos. E aconselhei: "Venham nos visitar, aguardem a nossa visita, mas nunca se mudem para cá. Invistam nesse bebê que vem aí para que se torne um ser humano pleno que pode viver num ambiente tranquilo como esse no qual vocês vivem hoje. Que seja daí para cima."

Trocamos várias ideias sobre os desafios da gravidez, as mudanças que acontecem na cabeça da mulher, a necessidade de manter o pai  sempre junto e participando de tudo, a importância de cultivar paixões alegres no cotidiano para que o feto seja bombardeado, via sanguínea, com os hormônios da felicidade. Além disso, sabe-se lá como chegam os estímulos neurais ao "projetinho de gente"? Que sejam as melhores, então. 😊

E falando em estimular um bom desenolvimento cerebral desde cedo, vale a pena dar uma olhadinha nessa matéria da revista Crescer: 7 coisas que você pode fazer pelo cérebro do bebê.

A ansidade de estar gestante longe das pessoas com as quais ela cresceu - pais, avós, irmão, etc. - é grande, claro. Mas, eu procurei ressaltar o que ela tem à mão: um marido carinhoso, sogros amáveis, toda assistência hospitalar de que precisa e nosso acompanhamento à distância, mas muito mais realista do que seria se isso acontecesse há apenas 20 anos - e isso graças as tecnologias de comunicação. 🖥️

Estaremos próximos, mesmo que à distância. Coragem, Larissa e Vitor!


3º DIA:

14/04/2021


A publicação desse diário foi feita hoje, depois que Larissa me disse que já deu a boa notícia às amigas, aos amigos e a alguns parentes. Ela me disse que fez dois anos ontem que ela está fora do país. Como o tempo voa! 

Os exames de sangue estão ótimos. Agora, vou enviar a carteira de vacinação dela (escaneada), porque a médica quer saber quais vacinas ela precisa e pode tomar nesse momento. Já adiantei que ela e o  irmão tomaram todas as vacinas recomendadas para cada fase da infância e adolescência. Aqui em casa, vacina sempre foi coisa séria. Porém, é provável que algumas tenham que ser renovadas. Vamos ver o que diz a médica. 🙃🤗

4º DIA:

21/04/2021


Larissa me disse que a barriga começa a aparecer agora. Ela está com 13 semanas. Perguntei se já estavam pensando nas compras para o bebê. Fraldas descartáveis são itens indispensáveis, mas tem muita coisa que precisa ser organizada. Ela me disse que a cunhada do Vítor teve bebê há pouco tempo e pretende dar algumas coisas para eles. Isso já reduz o custo, é claro, mas sempre é preciso comprar uma coisa ou outra. 💰




Apesar da distância geográfica, decidi ser o primeiro a presentear o bebê. Comprei um macacão em formato de ursinho. Vai na cor branca para evitar aquela ladainha chatésima de rosa e azul. Achei uma fofura. Vai chegar lá até o dia 23 de maio. É uma maneira simbólica de dizer que estou por perto, mesmo estando separado deles por 7,704 km.


5º DIA:

28/04/2021


Larissa fez uma nova eco na sexta-feira passada. O projetinho de gente vai bem. Osso dorsal, OK. Movimentos fetais, OK. Batimentos cardíacos, OK. Síndorme de Down descartada até o momento. O bichinho só tem 6,5 cm. "É do tamanho de uma laranja", disse a mãe. 😊

A médica recomenda que a partir da 20ª semana, Larissa esteja em casa, ou seja, não vá mais ao trabalho. De fato, o trabalho dela é um risco. Ela tem contato com pacientes no hospital constantemente e corre o risco de se infectar com alguma coisa, além de ficar muitas horas em pé - o que não é conveniente para ela ou para a gestação.  😷🤒🤕

Sobre o presentinho que eu comprei e mandei entregar na casa deles, ela descobriu lendo minha postagem sobre a compra (acima). Eu sabia que isso poderia acontecer, mas como ela é super ocupada, pensei que o presente chegaria lá antes que ela visse. 🎁

A reação?

Foi a do mais absoluto entusiasmo!  

"Achamos uma fofura... Mto, mto, fofo!", disse ela sobre como os dois se sentiram ao descobrirem sobre o presentinho. E completou: "Obrigada, pai. Isso significa mto... Pelo carinho."

Ainda falta muito tempo até a bunyta ou o bunyto colocar a cara no sol, mas a torcida aqui em casa é grande - tanto nossa (Andre e eu) como dos meus pais e do meu filho. E a gente sabe que tem muita gente amiga na mesma vibe. ❤️

Comentários

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Corpus Christi: Vestra frui corporum (Aproveitai vossos corpos)

Entrevista: Conheça Cris Lacerda e sua história de superação