Postagem em destaque

Paula, uma pessoa intersexo

Imagem
  Por Sergio Viula Decidi resgatar uma experiência que eu tive em 12/02/2103, na cidade de Fortaleza, CE.  Essa experiência de troca humana fantástica aconteceu na Praia do Futuro, que é pontilhada por barracas em estilo de choupanas. Tomei uns belos  drinks  (lembram?) e comi muqueca de arraia com um acompanhamento de arroz, maionese, batata frita e farofa - tudo simples, mas super gostosinho. O melhor de tudo porém, foi ter conhecido Paula.  Assim que cheguei, percebi que Paula era uma mulher especial, apesar de todas as mulheres terem algo de especial por natureza. Mas, Paula chamava atenção por ter alguns traços masculinos. De início, pensei que ela fosse uma mulher transexual em processo de feminização. Decidi seguir o caminho mais seguro para descobrir como ela se identificava - perguntei qual era o seu nome. Assim, ela poderia indicar se preferia ser tratada no feminino, como eu imaginava. Ela me disse que se chamava Paula.  Acontece que Paula  não  é transexual. De forma absolu

Cortes russas liquidam e dissolvem uma ONG LGBT que salvava vidas LGBT+

 



Por Sergio Viula

Com informações do potal Pink News


Os tribunais russos acabam de liquidar e dissolver uma ONG LGBT+ que salvava vidas no país. Essse é mais um movimento sinistro da Rússia contra seus cidadãos e cidadãs LGBT+. A organização já tinha mais de uma década de funcionamento. E não foi a primeira desse tipo a ser encerrada à força. Antes dela, a mais antiga organização pró-diversidade sexual e de gênero do país já havia sido banida.

Denominada Charitbable Foundation Sphere, o grupo foi dissolvido sob a alegação do ministro da justiça de que o réu realizava atividades políticas. Todavia, a pergunta que fica para qualquer pessoa vivendo sob um Estado democrático de direito é: 

"O que é atividade política? Defender direitos civis é uma atividade política, certamente, ou não  é? E por que isso deveria ser proibido?" 

Obviamente, a resposta é clara: Porque o governo de Putin e de seus aliados não é um governo democrático e promotor de direitos humanos, obviamente. Mais do que isso: O govenro de Putin é descaradamente LGBTfóbico.

A corte ignorou o alerta feito pelo advogado da Sphere.  Vitaly Isakov, que argumentou que liquidar a organização teria impacto severo sobre as pessoas LGBT+ da Rússia, as quais ficariam sem qualquer proteção.

Arbitrariamente, a juíza Tatiana Kuzovkina acatou o pedido de liquidação da Sphere feito pelo ministro da justiça.  A decisão foi tomada no último dia 21.

Num comunicado à imprensa, a Sphere disse que não é a primeira vez que  os grupos de direitos humanos são forçados a parar de funcionar por causa de interferência estatal. Dois grupos foram fechados no final de 2021 - o The International Memorial e o Memorial Human Rights Center.

“De muitas maneiras, uma tentativa semelhante para liquidar a Sphere é a contribuição das estruturas governantes para negar inteiramente o movimento pelos direitos humanos, incluindo o movimento LGBT,” disse um porta-voz da Sphere.

A Sphere se apresenta da seguinte maneira na página principal de seu portal: 

"A Sphere - Fundação caridosa de Suporte Legal e Social - é uma organização de direitos humanos que, começando em 2011, defende os direitos das pessoas LGBT+ na Rússia, luta contra a homofobia, a bifobia e a transfobia sistêmicas, e é especialista em criar e coordenar programas e iniciativas de direitos humanos."

Depois dessa decisão da corte russa, essa história de defesa pelos direitos dos cidadãos LGBT+ da Rússia é bruscamente interrompida.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Zeus e Ganimedes: A paixão entre um deus e um príncipe de Tróia

Júlio Severo, um lobo em pele de cordeiro (escrito por um cristão)