Postagem em destaque

Paula, uma pessoa intersexo

Imagem
  Por Sergio Viula Decidi resgatar uma experiência que eu tive em 12/02/2103, na cidade de Fortaleza, CE.  Essa experiência de troca humana fantástica aconteceu na Praia do Futuro, que é pontilhada por barracas em estilo de choupanas. Tomei uns belos  drinks  (lembram?) e comi muqueca de arraia com um acompanhamento de arroz, maionese, batata frita e farofa - tudo simples, mas super gostosinho. O melhor de tudo porém, foi ter conhecido Paula.  Assim que cheguei, percebi que Paula era uma mulher especial, apesar de todas as mulheres terem algo de especial por natureza. Mas, Paula chamava atenção por ter alguns traços masculinos. De início, pensei que ela fosse uma mulher transexual em processo de feminização. Decidi seguir o caminho mais seguro para descobrir como ela se identificava - perguntei qual era o seu nome. Assim, ela poderia indicar se preferia ser tratada no feminino, como eu imaginava. Ela me disse que se chamava Paula.  Acontece que Paula  não  é transexual. De forma absolu

Os nâo recomendados: A violência contra a população LGBT em Sergipe


Baixe o PDF grátis para ler como e-book aqui: 



ATUALIZAÇÃO: O livro impresso está esgotado. Por isso, a opção compra não está funcionando no site.

A obra ‘Os Não Recomendados – A Violência Contra a População LGBT em Sergipe’, autoria de Moisés Santos de Menezes, dá visibilidade à violência contra a população LGBT de Sergipe. O livro traz à tona o universo do movimento de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis – LGBT (sendo atualmente LGBTQ+), que são descriminados, marginalizados e violentados dentro do Estado sergipano.  

Moisés revela uma dificuldade para realizar sua pesquisa que diz muito sobre a academia:  "De 20 professores selecionados nenhum abraçou a minha escolha. E isso me motivou ainda mais a insistir na tese.”

Além disso, ele também enfrentou dificuldades na coleta dos dados, uma vez que o governo não produz estatísticas sobre a violência contra esse segmento populacional. “Fui de encontro a movimentos sociais em busca dessas vítimas, para assim conseguir levantar esses dados. Foi uma pesquisa de “formiguinha”.”, disse Moisés.

Ricardo Roriz, presidente da Empresa de Serviços Gráficos de Sergipe – Segrase destacou a importância de trazer esse tema para a população. Principalmente nos moldes atuais. “A sociedade brasileira vive hoje uma grande ruptura de conceitos tortos que existiam antigamente. É preciso debater, conhecer, respeitar, aceitar e atuar com medidas públicas que tragam segurança para esse grupo que vive em constante ameaça de pessoas preconceituosas. A contribuição de Moisés com a abordagem desse tema é de suma importância para quebrar paradigmas que ainda são motivos de uma guerra social”, ressaltou Ricardo Roriz.

Todo o livro é pensado de forma cautelosa para compor a representatividade e explicação aos leitores. Desde a preocupação em ater-se a conceitos, trabalhar as nomenclaturas e a trazer dados específicos que mostrem a verdadeira realidade da violência sofrida contra o grupo LGBT. Neste livro, a voz de Moisés é a voz de representação de uma multidão que não pode ser excluída apenas por causa da sua orientação sexual.

Sobre o autor

O autor, Moisés Menezes, é doutorando em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC/RIO, mestre em Psicologia Social pela Universidade Federal de Sergipe – UFS e Bacharel em Serviço Social pela Faculdade José Augusto Vieira – FJAV.


------------------------------------------------------
Fonte (com adpatações por Sergio Viula para esse post):
https://a8se.com/entretenimento/noticia/2018/09/145495-a-violencia-dentro-do-ambito-lgbt-em-sergipe-e-tema-de-nova-obra-publicada-pela-edise.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Zeus e Ganimedes: A paixão entre um deus e um príncipe de Tróia

Dia Internacional do Orgulho LGBT: Importantes apontamentos