Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2020

Postagem em destaque

Mãe de Paulo Gustavo faz 74 anos e fala com Ana Maria Braga

Imagem
17 de setembro de 2021 Por Sergio Viula Interrompendo aqui a nossa série sobre religião e diversidade sexual, gostaria de incentivar você a assistir essa entrevista maravilhosa feita por Ana Maria Braga com Dona Déa Lúcia, a mãe do querido Paulo Gustavo, falecido há quatro meses. Hoje, é aniversário dela - 74 anos - e Dona Déa deu um show de amor e de sabedoria durante toda a entrevista. Você vai se emocionar, aprender, crescer e se tornar melhor como ser humano se aplicar o que ela falou aqui sobre uma das coisas mais importantes para o indivíduo - a família, especialmente quando se trata de filho ou filha LGBT+. Não deixe de ver. É logo no começo do programa. Depois que a Ana Maria faz a abertura com suas mensagens típicas de encorajamento, ela já passa para a abertura da entrevista com cenas de Paulo Gustavo trabalhando como Dona Hermínia. Imperdível! Assista aqui:  https://globoplay.globo.com/v/9867337/programa/?s=0s Parabéns pelo seu aniversário e pela mulher fantástica que você é

Coronavírus, páscoa e isolamento social

Imagem
Por Sergio Viula Foi um feriado bem fora do comum. Nada de compras, nada de visitas, nada de encontros com os parentes e amigos. Mesmo assim, conseguimos trocar ovos de chocolate aqui em casa (Andre e eu) e pudemos dar ovos de presente aos meus pais e ao meu filho sem maiores contatos. Deixamos três ovos trufados da Cacau Show na porta deles hoje de manhã. Depois, liguei para o meu filho e pedi para ele abrir a porta da frente, pois havia uma 'coisinha' para eles lá. Foram três ovos dreams - dois sem açúcar e um tradicional. Assim, meus pais podem comer tudo sem medo de alterar a glicose. ^^ Aqui em casa, foi a mesma coisa - um tradicional e um sem açúcar. O presente que Andre me deu (esquerda) e o que eu dei a ele Com um cartão de crédito e um celular conectado à Internet, o coelho acaba encontrando o caminho certo para a nossa toca.  Como meus pais não são nada "tecnológicos", eles não puderam fazer coisa parecida. E eu não esperava nada em tro

22º segundo dia de isolamento - Andre e Sergio

Imagem
Por Sergio Viula Hoje é domingo, 05 de abril. Isso sigfnifica que estou em isolamento há 22 dias. Muita coisa mudou desde 14 de março, e talvez nada venha a ser como antes, mesmo depois que a pandemia do Covid-19 passar. Aprendi muita coisa nesse período. Também reforcei muita coisa que eu já sabia. Uma delas é que não precisamos da maioria das coisas que consideramos imprescindívies. As básicas são indispensáveis, é claro, mas nós carregamos muita quinquilaria existencial só pela força do hábito.  E se hábitos são mais difíceis de quebrar do que diamantes, o Coronavírus não tem nada de fraquinho. Cientistas já demonstraram que é preciso quase um milhão de vezes a pressão atmosférica para quebrarmos um único diamante. O Covid-19 não precisou de qualquer aparato tecnológico produzido por seres humanos para se tornar a ameaça que ele veio a ser. Bastou que houvesse mutação em algum componente de sua estrutura para que ele se tornasse altamente perigoso para o bicho humano. Um

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Eduardo Peret: Homenagem a um amigo que bateu asas e deixou saudades

Bebê a bordo: Diário de um avô colorido 👴🏳️‍🌈