Postagens

Mostrando postagens de julho, 2024

Postagem em destaque

Joe Biden e Kamala Harris: A presidência mais inclusiva da história americana!

Imagem
Por Sergio Viula Biden e Harris fizeram a administração mais inclusiva em relação às pessoas LGBT da história dos EUA e do mundo! Cito abaixo apenas 10 das quase 350 decisões inclusivas para essa parte da população estadunidense: A administração de Joe Biden e Kamala Harris tem adotado várias políticas e ações significativas em favor da população LGBT. Aqui estão algumas das principais decisões e medidas: Ordem Executiva de Proibição de Discriminação: No primeiro dia de sua presidência, Joe Biden assinou uma ordem executiva que proíbe a discriminação com base na identidade de gênero ou orientação sexual em diversas áreas, incluindo educação, emprego e saúde. Reversão da Proibição de Pessoas Transgênero nas Forças Armadas: Biden revogou a proibição de pessoas transgênero servirem abertamente nas forças armadas dos EUA, uma política implementada durante o governo Trump. Proteção de Direitos em Educação: A administração Biden-Harris reforçou a aplicação do Título IX para proteger estudan

Joe Biden e Kamala Harris: A presidência mais inclusiva da história americana!

Imagem
Por Sergio Viula Biden e Harris fizeram a administração mais inclusiva em relação às pessoas LGBT da história dos EUA e do mundo! Cito abaixo apenas 10 das quase 350 decisões inclusivas para essa parte da população estadunidense: A administração de Joe Biden e Kamala Harris tem adotado várias políticas e ações significativas em favor da população LGBT. Aqui estão algumas das principais decisões e medidas: Ordem Executiva de Proibição de Discriminação: No primeiro dia de sua presidência, Joe Biden assinou uma ordem executiva que proíbe a discriminação com base na identidade de gênero ou orientação sexual em diversas áreas, incluindo educação, emprego e saúde. Reversão da Proibição de Pessoas Transgênero nas Forças Armadas: Biden revogou a proibição de pessoas transgênero servirem abertamente nas forças armadas dos EUA, uma política implementada durante o governo Trump. Proteção de Direitos em Educação: A administração Biden-Harris reforçou a aplicação do Título IX para proteger estudan

Filha do presidente dos Camarões sai do armário, apesar de ser proibido

Imagem
Brenda Biya (à esquerda) e sua namorada  Brenda Biya, filha do presidente dos Camarões, Paul Biya, anunciou recentemente sua orientação sexual em uma postagem no Instagram, buscando promover mudanças sociais. Na semana passada, Biya compartilhou uma foto nas redes sociais onde aparece beijando sua namorada, uma modelo brasileira. A imagem ganhou grande repercussão na mídia nacional, em parte devido às rígidas leis anti-LGBTQ+ vigentes no país. Atualmente, a homossexualidade é considerada crime, com penas que podem chegar a cinco anos de prisão e multas de 20.000 francos (aproximadamente 180 dólares americanos). Esse contexto legal praticamente não oferece direitos aos LGBTQ+ nos Camarões. Em uma entrevista, Biya expressou esperança de que sua visibilidade encoraje outras pessoas a se assumirem e compartilharem suas histórias. “Muitas pessoas estão na mesma situação que eu, sofrendo por serem quem são,” disse ela. “Se eu puder dar-lhes esperança, ajudá-las a se sentirem menos sozinhas,

Ucrânia celebra Orgulho LGBT pela primeira vez dois anos depois da invasão russa

Imagem
Pela primeira vez desde a invasão das forças russas há dois anos, a comunidade LGBTQ+ da Ucrânia celebrou o Orgulho com uma marcha na capital, Kiev. No domingo, algumas centenas de pessoas marcharam pelas ruas de Kiev, entoando slogans como "Faça a Rússia pagar" e "glória aos heróis." No entanto, a marcha foi interrompida pouco após o início, com as autoridades suspendendo o evento por questões de segurança dos participantes. "Enfrentamos sempre uma grande oposição e violência ao tentar organizar eventos do Orgulho. Muitos homofóbicos acreditam que os gays não deveriam ter direitos na Ucrânia," disse Robert Lutsenko, organizador do Kiev Pride, ao The Guardian. Ele destacou que a polícia alertou os manifestantes sobre possíveis ataques de grupos de extrema-direita. "Diariamente, enfrentamos opiniões homofóbicas e protestos contra nosso modo de vida." Eventos do Orgulho já foram atacados antes: em 2015, 10 participantes ficaram feridos após serem

Romênia celebra seu maior Orgulho LGBT

Imagem
Photo credit: Larisa Balta for Romania Journa l Romania Journal Parabéns para a Romênia, que recentemente celebrou seu maior evento de Orgulho LGBTQ+ até agora, apesar de enfrentar anos de desafios à igualdade. No sábado, dia 29 de junho, aproximadamente 27.000 pessoas se reuniram em Bucareste, capital e maior cidade da Romênia, para a parada do Orgulho. Sob o tema “Estamos Prontos,” os participantes levantaram bandeiras e balões de arco-íris em uma demonstração pacífica a favor dos direitos LGBTQ+. Apesar da forte oposição religiosa à igualdade, a reação foi mínima. Alguns manifestantes foram removidos pela polícia por tentarem atrapalhar a marcha, e um banner pendurado em uma janela próxima dizia “Doença Não É Motivo de Orgulho,” recebendo vaias dos participantes. A Marcha da Normalidade, uma contramanifestação realizada no mesmo dia, reuniu menos de um décimo do público do evento do Orgulho. Além disso, Bucareste não foi a única cidade romena a sediar eventos do Orgulho em junho; Cl

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Humorista 'Picolina' é encontrada morta dentro de casa em Fortaleza

Zeus e Ganimedes: A paixão entre um deus e um príncipe de Tróia