Postagem em destaque

Joe Biden e Kamala Harris: A presidência mais inclusiva da história americana!

Imagem
Por Sergio Viula Biden e Harris fizeram a administração mais inclusiva em relação às pessoas LGBT da história dos EUA e do mundo! Cito abaixo apenas 10 das quase 350 decisões inclusivas para essa parte da população estadunidense: A administração de Joe Biden e Kamala Harris tem adotado várias políticas e ações significativas em favor da população LGBT. Aqui estão algumas das principais decisões e medidas: Ordem Executiva de Proibição de Discriminação: No primeiro dia de sua presidência, Joe Biden assinou uma ordem executiva que proíbe a discriminação com base na identidade de gênero ou orientação sexual em diversas áreas, incluindo educação, emprego e saúde. Reversão da Proibição de Pessoas Transgênero nas Forças Armadas: Biden revogou a proibição de pessoas transgênero servirem abertamente nas forças armadas dos EUA, uma política implementada durante o governo Trump. Proteção de Direitos em Educação: A administração Biden-Harris reforçou a aplicação do Título IX para proteger estudan

Filha do presidente dos Camarões sai do armário, apesar de ser proibido


Brenda Biya (à esquerda) e sua namorada 


Brenda Biya, filha do presidente dos Camarões, Paul Biya, anunciou recentemente sua orientação sexual em uma postagem no Instagram, buscando promover mudanças sociais.

Na semana passada, Biya compartilhou uma foto nas redes sociais onde aparece beijando sua namorada, uma modelo brasileira. A imagem ganhou grande repercussão na mídia nacional, em parte devido às rígidas leis anti-LGBTQ+ vigentes no país. Atualmente, a homossexualidade é considerada crime, com penas que podem chegar a cinco anos de prisão e multas de 20.000 francos (aproximadamente 180 dólares americanos). Esse contexto legal praticamente não oferece direitos aos LGBTQ+ nos Camarões. Em uma entrevista, Biya expressou esperança de que sua visibilidade encoraje outras pessoas a se assumirem e compartilharem suas histórias. “Muitas pessoas estão na mesma situação que eu, sofrendo por serem quem são,” disse ela. “Se eu puder dar-lhes esperança, ajudá-las a se sentirem menos sozinhas, se puder transmitir amor, fico muito feliz. Falar abertamente é uma oportunidade de enviar uma mensagem ainda mais forte.”

A revelação de Biya acontece em meio a um movimento de mudanças progressistas na África nos últimos anos, com países como Angola, Botsuana, Moçambique e Nigéria revogando leis anti-gay de origem colonial. (Enquanto isso, alguns países, como Uganda, têm endurecido suas leis). Biya também destacou que a legislação dos Camarões foi estabelecida muito antes de seu pai assumir o cargo. “Acho isso injusto e espero que minha história ajude a mudar essa situação. As mentalidades estão evoluindo nos Camarões, especialmente entre os jovens,” comentou ela. “Vai levar tempo, mas acredito que as coisas podem mudar.”


LUTE COMO UMA GAROTA... LÉSBICA! 🌈

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Humorista 'Picolina' é encontrada morta dentro de casa em Fortaleza

Zeus e Ganimedes: A paixão entre um deus e um príncipe de Tróia