Postagem em destaque

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ E SEXODIVERSIDADE

Imagem
TESTEMUNHAS DE JEOVÁ E SEXODIVERSIDADE Por Sergio Viula Fundada por Charles Taze Russell em XXXXX, a religião conhecida como Testemunhas de Jeová é uma das mais totalitárias do mundo. Confundida por muitos com as igrejas evangélicas, a Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados, ligada ao Corpo Governante contava com mais de oito milhões e duzentos mil membros. No Brasil, são pouco mais que 700 mil seguidores e 11.562 Salões do Reino das Testemunhas de Jeová (seus templos) no mundo todo. Esses números são de 2014, ultima contagem publicada até o momento desse artigo. Entre suas crenças mais conhecidas e repudiadas estão a de não doar e nem receber sangue sob hipótese alguma e a de não participar da vida cívica do país em que estejam inseridas. Porem, muitas outras crenças são estranhas à maioria das comunidades ditas cristãs. As Testemunhas de Jeová não se consideram ‘evangélicas’ quando termo é aplicado a igrejas protestantes mais recentes e pentecostais, mas gostam de se denomina

Meus tweets: O que é ter orgulho de ser LGBT?


    30 tweets sobre o Orgulho LGBT.
    UM PARA CADA DIA DE JUNHO. 

    #28deJunho #OrgulhoLGBT #ForadoArmário


    Frases enviadas Via Twiter no Dia do Orgulho LGBT
    @SergioViula (segue lá ^^)


    O que é ter orgulho de ser LGBT?


    1. Não ter que dizer que o namorado é primo.

    2. Não ter que dizer que a namorada é a melhor amiga (BFF). 

    3. Não ter que ver no espelho uma imagem que não corresponde à sua identidade de gênero. 

    4. Não temer que a mãe descubra os planos dos 2 ou das 2 para o próximo final de semana. 

    5. Não ter que queimar cartas de amor do namorado ou da namorada porque ninguém sabe que você é G ou L.

    6. Não temer que o namorado ou a namorada fale de amor na sua timeline ou marque vc na deles. 

    7. Dar palpite até sobre a cor predileta, o tamanho certo, se fica bem ou não, na porta do provador. 

    8. Enviar ou receber flores assinando seu nome verdadeiro e chamando o namorado ou a namorada de AMOR. 

    9. Viajar juntos/juntas sem o menor receio de dizer que deseja quarto com cama de casal. 

    10. Não ter que esconder os álbuns de foto do casal quando a família vem para o natal. 

    11. Pai que sai com os filhos do primeiro casamento com o marido. Mãe que faz o mesmo com a esposa.

    12. Dizer que adora "Para Wong Foo com Amor" ou "Priscila, a Rainha do Deserto" sem titubear. 

    13. Não ficar disfarçando quando quer entrar num bar ou boate LGBT, porque um conhecido pode ver.

    14. Não ter vergonha de fazer um carinho nele/nela durante aquela festinha de família. 

    15. Não ter vergonha de retuitar conteúdo LGBT ou de curtir uma publicação assim no FB. 

    16. Participar das Paradas LGBT para festejar e promover a consciência LGBT, com ou sem pegação. 

    17. Dar pinta nos Festivais de Cinema LGBT e compartilhar fotos do evento. 

    18. Participar de eventos de literatura com temática LGBT, ler e divulgar as 'letras coloridas'. 

    19. Prestigiar aquele seminário ou conferência ou mesa redonda sobre cultura ou direitos LGBT. 

    20. Apoiar os direitos gays. 

    21. Apoiar os direitos lésbicos. 

    22. Apoiar os direitos trans. 

    23. Apoiar os direitos das pessoas bissexuais.   

    24. Ver um LGBTfóbico falar merda e ficar feliz porque ele não te representa. 

    25. Amar o próprio corpo e cuidar bem dele, inclusive transando com segurança, mas gozar sem grilo. 

    26. Conhecer os mártires e heróis da comunidade LGBT e dar continuidade a celebração da diversidade. 

    27. Produzir e divulgar conhecimento sobre a diversidade sexual e de gênero em todos os campos do saber. 

    28. Promover a cultura Queer. 

    29. Se orgulhar da história de luta da comunidade LGBT e dos movimentos que ela produziu. 

    30. Ser urso, clubber, emo, gótico ou de qualquer outra tribo no melhor com algo de Queer.




Comentários

  1. Que maravilha de post...
    Ser, reconhecer, respeitar e celebrar todos os seres humanos, podem e devem...
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Ronaldo. Que bom que vc se sentiu tocado por esse post. Abração, querido.

      Excluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Eduardo Peret: Homenagem a um amigo que bateu asas e deixou saudades

Bebê a bordo: Diário de um avô colorido 👴🏳️‍🌈