Postagem em destaque

Parada SP ao Vivo: Flashes do evento

Pablo Vittar se apresentou na Parada de São Paulo ao Vivo
A atração foi trazida pela TIM



Por Sergio Viula


A Parada da Diversidade de São Paulo cresce a cada ano, inclusive quando realizada virtualmente. De 2018, quando começaram as transmissões simultâneas com a parada na rua, trabalho realizado pela Dia Estúdio, liderada por Rafa Dias, até esse ano de pandemia (2021), o evento experimentou um crescimento estratosférico!

Transmitido simultaneamente por 13 canais de peso e patrocinado por gigantes do mundo empresarial (Accor, Amstel, Avon, Bradesco, British Council, Burger King, Doritos, Jean Paul Gaultier, Mercado Livre, Smirnoff e TIM), o evento durou mais de 9 horas, começando às 14h de ontem (domingo).




A line-up do evento contou com LINE UP: Alberto Pereira Jr., Bielo Pereira, Dindry Buck, Diva Depressão, Fefito, Gloria Groove, Jean Luca, Katu Mirim, Léo Viturinno, Lia Clark, Linn da Quebrada,  Lorelay Fox, Louie Ponto, Lucas Raniel, Majur, Mandy Candy, Marcia Pantera, Maria Gadú, Mateus Carrilho, Nátaly Neri, Pabllo Vittar, Pepita, Salete Campari, Sandra de Sá, Silvetty Montilla, Spartakus Santiago, Tchaka Drag Queen e Valter Rege.

Neste ano o tema do evento é HIV/AIDS: Ame +, Cuide +, Viva +!  

A #ParadaSPaoVivo é realizada pela ONG APOLGBT-SP @ParadaSP e @Dia Estúdio, em parceria com o @YouTube Brasil. 

Durante o evento, a organização da parada prestou contas das contribuições arrecadadas no último evento e utilizadas para socorrer pessoas LGBT em situação de extrema vulnerabilidade social.

Durante toda a transmissão, as pessoas podiam colaborar com esse projeto. E você pode colaborar agora mesmo também. Basta acessar a Rede Parada Pela Solidariedade aqui : https://paradaspaovivo.com/doe-agora/ 


Esse foi o logo do evento em toda parte.

Fala da presidente:

"Estamos aqui hoje no começo da parada. Imagine que o caminhão que está aqui atrás de mim, que vocês estão vendo aqui na avenida, junto com a gente de novo mostrando nossa alegria, pedindo atenção, atenção a um tema que é muito importante esse ano e que foi o tema escolhido por um conglomerado de grupos importantes, que a questão da AIDS, que é uma questão discutida e que precisa ser discutida, porque ainda não temos uma vacina. O tratamento... o governo tirou verba da saúde... 40 anos com esse vírus, 40 anos sem uma vacina, 40 anos com tratamentos que são corrosivos, que são prejudiciais à saúde, ainda que mantenham as pessoas vivas por um preço muito alto. Nós estamos aqui na rua, na rua virtual hoje, pedindo atenção de novo para esse tema, porque as pessoas começam de novo a entender que a AIDS ainda é uma epidemia, ela ainda está aqui, ela ainda está matando. Por isso é que o nosso tema é esse AME MAIS, CUIDE MAIS E VIVA MAIS."


A Drag Queen Tchaka abriu a parada com contagem regressiva.

Maria Gadú cantou.

O time de apresentadoras e apresentadores tinha como linha de frente essas quatro estrelas que aparecem separadamente abaixo e com seus contatos no Instagram. Outros apresentadores aparecem logo abaixo, pois só entraram no telão depois que essas quatro lindezas falaram.

Homem gay que faz drag queen.

Homem gay e vivendo com o HIV - falou sobre isso.

Mulher pan romântica.

Mulher trans que fala sobre isso e sobre ser gorda grande e negra.

Rainha das festas. Comentou também sobre evelhecimento.

Mulher lésbica.

Homem gay e vivendo com HIV há anos. Falou sobre isso.

Travesti negra. Encantou a todos com sua fala.

Homem gay e negro. Fala sobre esses temas em seu canal.

Mulher trans e pedida em casamento. Estava mostrando o anel de noivado nessa hora.

Homem gay e orgulhosamente efeminado. Falou sobre tudo isso.

Edu e Fih do Diva Depressão se apresentaram como Drag Queens pela primeira vez.

Léo Viturino é surdo e Youtuber de sucesso introduziu o tema do envelhecimento LGBT..

A ONG Eternamente Sou esteve presente falando sobre envelhecimento LGBT.

Diego Miguel falou sobre os desafios do envelhecimento das pessoas LGBT.

Luis Baron tem 61 anos e convive com o HIV há 30 anos. Vitorioso!

Gloria Groover se apresentou e recebeu o João (ex-BBB 21) num feat.

Rafa Dias, diretor da agência Dia Estúdio e comandante de tudo isso. 

Pablo Vittar, a atração mais esperada do evento cantou várias músicas e encerrou a Parada SP ao Vivo.



Muitos outros artistas e personaldiades ligdas ao movimento LGBT+ se apresentaram. 

Você pode ver a parada toda gravada aqui: https://www.youtube.com/watch?v=w1x42Wru_go





ATUALIZAÇÃO:

E no Fantástico, naquele mesmo domingo da Parada de São Paulo, eis que as Casas Bahia jogam esse anúncio babadeiro em pleno horário nobre. E a gente fica como, manas? A gente fica toda trabalhada na purpurina do orgulho que carrega dentro de si as cores do arco-íris. Parabéns, Casas Bahia!

Vejam abaixo:





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eduardo Peret: Homenagem a um amigo que bateu asas e deixou saudades

A homossexualidade no Egito antigo

Bebê a bordo: Diário de um avô colorido 👴🏳️‍🌈