Postagem em destaque

Paula, uma pessoa intersexo

Imagem
  Por Sergio Viula Decidi resgatar uma experiência que eu tive em 12/02/2103, na cidade de Fortaleza, CE.  Essa experiência de troca humana fantástica aconteceu na Praia do Futuro, que é pontilhada por barracas em estilo de choupanas. Tomei uns belos  drinks  (lembram?) e comi muqueca de arraia com um acompanhamento de arroz, maionese, batata frita e farofa - tudo simples, mas super gostosinho. O melhor de tudo porém, foi ter conhecido Paula.  Assim que cheguei, percebi que Paula era uma mulher especial, apesar de todas as mulheres terem algo de especial por natureza. Mas, Paula chamava atenção por ter alguns traços masculinos. De início, pensei que ela fosse uma mulher transexual em processo de feminização. Decidi seguir o caminho mais seguro para descobrir como ela se identificava - perguntei qual era o seu nome. Assim, ela poderia indicar se preferia ser tratada no feminino, como eu imaginava. Ela me disse que se chamava Paula.  Acontece que Paula  não  é transexual. De forma absolu

Pai há 18 anos!!! Parabéns, Larissa! Vc é TDB!!!


Ontem, 31 de março de 2010, minha filha completou 18 anos! Meu bebê atingiu a maioridade, mas ainda existe muito o que aprender. Tenho, porém, muita coisa positiva para dizer dela. Larissa é uma menina linda, inteligente, de bom papo, tranqüila. Está namorando o mesmo garoto desde os 15 anos. Ela e Rafael não desgrudam. No orkut dela, o estado civil é casada. kkk O relacionamento é sério mesmo. E os dois se divertem! Adoram sair, curtir, conversar com os amigos, passar tempo juntos, tocar guitar hero, ir ao restaurante, ao barzinho, etc. Estão vivendo uma das fases mais gostosas da vida! E eu dou o maior apoio! :)

Larissa sempre foi a filha que todo pai, em seu juízo perfeito, pediu a Zeus! kkk Aos doze anos (eu havia me separado da mãe dela havia pouco tempo), ela me perguntou sobre minha orientação sexual. Falei franca e carinhosamente. Ela compreendeu tranqüilamente. Foi um momento lindo e inesquecível. Tempos depois conheci Emanuel. Ficamos ficamos juntos quase na mesma época que ela e Rafael. E Larissa tem sido uma ótima amiga para o Emanuel. A recíproca é absolutamente verdadeira e se manifesta em pequenos e grandes gestos. 

O que não posso evitar é a idéia de que [parece que foi ontem] há 18 anos eu via a enferemeira do Hospital Sírio e Líbanes saindo da sala de parto com um embrulhinho de gente. Ela me perguntou: O senhor é o pai? [eu tinha 23 anos - somente cinco anos mais velho que Larissa hoje]. Eu respondi emocionado: Sim. A enfermeira disse: É uma linda princesinha. Olhei mais de perto, e respondi: É linda mesmo! E a enfermeira me pediu pra levar uma roupinha bem bonitinha pra vesti-la. Fiz isso. Levei as pecinhas de roupa imediatamente para o berçário. Lá estava ela toda aconchegada no bercinho transparente!

Cresceu inteligente, faceira, super simpática, risonha - e linda! Parava o shopping. :) Era só andar com ela no carrinho que as pessoas paravam para comentar. Depois que começou a andar e correr, aí não tinha pra ninguém. Eu não conseguia ficar mais parado. Quanta energia! E aquela vozinha pedindo alguma coisa... Era música.

Eu sempre gostei de cuidar, acompanhar o crescimento, conversar com ela desde pequena. Fiz a mesma coisa com meu segundo filho - Isaac, que é outra figurinha adorável, mas ele é assunto para outro post. Esta semana é de Larissa. 18 anos são 18 anos! Isaac só completa dezoito daqui há dois anos e meio. Vou ter muito o que dizer desse gato também. Aguardem. :)

Por enquanto, mando um beijo muito carinhoso para uma garotinha que cresceu e continua [junto com o irmão] me fazendo o pai mais feliz do mundo!

Comentários

  1. meus parabéns, sr. sérgio apesar de ter vivido forçado uma heterossexuaidade forçada, ela até que rendeu frutos positivos!abção

    ResponderExcluir
  2. É verdade, Bruno! De tudo o que eu vivi quando estava no armário, as duas "coisas" mais preciosas que eu ganhei e que eu mantive quando saí do armário foram meus filhos!

    São o que há de mais precioso pra mim. E também são a prova viva de que pais gays podem criar filhos fantásticos! Conheço uma penca de heterossexuais que não só não conseguiram ter filhos lindos assim, como também nunca souberam criá-los para serem seres humanos plenos. Diversas coisas me dão orgulho, mas ser pai desses dois é a maior delas!

    Contudo, se não os tivesse gerado quando tinha 23 e 25 anos de idade, não geraria hoje. Pensaria na seriedade do que é colocar mais um (quanto mais dois!) no mundo. Filhos não passariam de uma idéia assustadora. Mas, como eles existem e eu os tenho amado desde que foram concebidos, não consigo imaginar minha vida sem eles.

    Obrigado pelo comentário!

    Abração,
    Sergio Viula

    ResponderExcluir
  3. Adorei a reportagem. Você é lindo e a Larissa também. Parabéns. Abraço, Guilherme

    ResponderExcluir
  4. Obrigado, Guilherme. Vc é que é super gentil. Obrigado por ter comentado aqui e em outros posts. Adoro receber feedbaack dos meus leitores.

    Abraço forte, menino!

    Sergio Viula

    ResponderExcluir
  5. Nossa Sérgio,

    Sua filha é linda. Que bom que não puxou o pai (rs).

    Felicidades para vocês, Norton.

    ResponderExcluir
  6. kkkkkk Concordo, Norton! Ela é MARA!!!

    Obrigado pelo carinho de sempre!!! kkkk

    Abração pra ti! :)

    ResponderExcluir
  7. Cara acredito que foi a primeira vez que tive o privilégio de ler uma declaração de amor tão intensa. Fico feliz por demais em poder ler tais palavras, tendo em vista as circunstâncias do mundo atual, e com todo respeito, as de tua própria vida. Permita-me uma pergunta. Já imaginou como seria caso ela não o houvesse aceitado, quero dizer, sua orientação sexual?
    Passo os dias a observar tudo e todos a minha volta, e cada vez mais o que vejo é o crescente desamor entre as pessoas, a falsidade e a lascividade que faz dos humanos meros animais como qualquer outro, ou mesmo pior que todos os outros, levando em consideração sua capacidade pensar. A violência, essa como diria "Copélia Rocha" (Arlete Salles) prefiro não comentar.
    Ainda com muito em mente, encerro dizendo - PARABÉNS! Poucos ainda cultivam o habito de amar, e muitos menos o habito de expressão sinceramente esse amor.
    Quem fez aniversário foi a Larissa, mas quem recebe os parabéns é o pai?! Perdão minha querida.
    Faz aniversário no mesmo dia em que minha irmã, Daniela, pouco fiz para prestigiá-la neste dia, contudo este pouco se traduz em algo significativo quando feito profundamente.
    Para Larissa, um forte abraço, ainda que não estejamos perto, e aquele desejo de que seja muito mais feliz, porque de fato o és. Sucesso!!!!

    Jefferson Prado

    ResponderExcluir
  8. Obrigado pelo comentário carinhoso que vc fez. Obrigado mesmo. Foi muito gostoso ler o que vc escreveu. No começo pensei, sim, que ela poderia não entender, mas eu não tinha outra alternativa. E deu certo. ;) E, no final das contas, ambos saímos ganhando. Eu tenho uma filha nota 10 e ela tem um pai nota 10 (sem modéstia alguma). kkk

    Vlw, Jeff!

    Abração,
    Sergio Viula

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Zeus e Ganimedes: A paixão entre um deus e um príncipe de Tróia

Júlio Severo, um lobo em pele de cordeiro (escrito por um cristão)