Postagem em destaque

Tom Daley: Gay e ouro olímpico - por que isso importa?

Imagem
Tom Daley - campeão olímpico irradiando gay pride   Por Sergio Viula Por que o discurso de Tom Daley colocando-se como homem gay no pódio importa e faz diferença? Aproveitando para responder uma pergunta idiota feita num comentário de uma amiga que compartilhou uma postagem sobre o discurso do Daley. Assista.

Minha filha se casou

Vitor e Larissa

 


Por Sergio Viula


Meu #pride é como um prisma a refletir a luz da vida em diversas cores, direções e proporções. Um dos meu orgulhos é ser pai de dois filhos lindos - uma menina, agora um linda mulher, e um menino, agora um lindo homem. Esses dois seres humanos, que sempre foram uma vid de mão dupla para o amor paterno-filial, ou seja, o meu para com eles e o deles para comigo, são motivos de orgulho para mim sob muitos aspectos.


E ontem, dia 03 de julho de 2021, minha filha me deixou orgulhoso mais uma vez. Ela e Vitor fizeram os votos conjugais e firmaram casamento civil. O momento não contou com a presença das pessoas que eles gostariam de ter ao redor - uma medida prudente diante da pandemia que ainda enfrentamos em medidas diferentes ao redor do globo. Os dois foram acompanhados pela amiga Monique, que gravou o momento em vídeo e tirou fotos. Graças a essa iniciativa, pude fazer um vídeo comentando esse momento e colocando um recorte da cerimônia conduzida pela juíza do cartório. O vídeo original é maior, mas esse recorte dá uma boa ideia de como foi. ^^




O casamento, que foi adiado várias vezes por causa da pandemia, estava para ser celebrado entre dezembro do ano passado e janeiro desse ano, mas só foi possível agora, visto que os cartórios de Portugal estavam fechados por medida de segurança. Foi o suficiente para que entre fevereiro e março, Clara inaugurasse sua jornada rumo ao lado ensolarado da vida. Clarinha chega entre setembro e outrubro, ou seja, daqui a aproximadamente três meses. Esse é outro faixo de luz colorida que perpassa o prisma do meu #pride e que se projeta como um traço mágico de alegria sobre tanta tragédia que nos rodeia. Como eu não podia deixar de fazer, criei um post chamado "Diário de um avô colorido" que vou atualziando com "coisinhas" relacionadas a essa "coisinha" que vai virando gente no calor do útero de quem já foi como ela um dia. E a mãe de Clara continua linda como sempre foi, apenas usando tamanhos de manequi que ela nunca sonhou - peso que ela perderá através do nobílissimo ato de amamentar. 


Vitor, que é um jovem muito responsável e comprometido, tem sido excelente marido e pai, gestando junto. ^^ É muito inspirador ver tudo o que os dois estão vivendo. E Clara tem muita sorte de ter esses dois lindos como pais. Um beijo colorido para o mais novo casal da vizinhança (a quase 8 mil quilômetros daqui) e outro muito especial para quem ainda nem inaguruou o berço. 


Vitor, Larissa e Clara, vocês são muito amados, não apenas por mim, mas pelo Andre, pela família dele, pelos meus pais e pelo Isaac. E podem crer, junto conosco tem uma arquibancada inteira de parentes e amigos torcendo por vocês. 👨‍👩‍👧


Agradeço a todos os que enviaram amor através de suas mensagens no YouTube, no Facebook e no Instagram em função do casamento de Larissa e Vitor. Vocês são incríveis! ❤️

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Eduardo Peret: Homenagem a um amigo que bateu asas e deixou saudades

Bebê a bordo: Diário de um avô colorido 👴🏳️‍🌈