Postagem em destaque

15 dias com Clara - essa fofura de 1 ano e 45 dias

Imagem
Por Sergio Viula Clara: Segundo dia de nascimento e com os olhinhos abertos Minha filha e meu genro haviam se tornado pais somente um ano e 45 dias antes de nos visitarem. Apesar da distância, acompanhamos tudo o que podíamos, graças às tecnologias da comunicação. Testemunhamos os nove meses de gravidez, a internação para o parto - que acabou sendo cesariana depois de muita espera e pouca dilatação -, o nascimento, o crescimento daquela bebezinha linda, que chegou mudando a vida de todos nós de muitas maneiras diferentes, e os primeiros passeios, a primeira viagem a uma cidade próxima (Évora) e os muitos dias que ela já passou na creche, aprendendo muitas coisas fantásticas de modo lúdico e com muito carinho das tias cuidadoras e educadoras. A tia da creche fazendo cookies com eles. Depois, todos comeram essas delícias feitas colaborativamente. Um video que eu fiz com fotos do Halloween na creche. Ela é a bruxinha mais fofa, concorda? Quem já segue esse blog há um tempo sabe que chegue

O marido sugeriu e eu aderi: Bus Party Smirnoff e TV Bar noite passada.

Por Sergio Viula

Dentro da boate, antes de abrir, fazendo o cadastramento para a Bus Party

A noite do Rio já foi mais gay

A noite do Rio de Janeiro já foi mais badalada. Algumas casas conhecidas dentro e fora do país já não fazem mais barulho, infelizmente. Uma delas é a Le Boy, inaugurada por Gilles Lascard em 1991 no bairro mais famoso do Brasil: Copacabana. Eu lembro que quando a Le Boy abriu eu ainda vivia no armário de aço duro e frio do meu fundamentalismo religioso. Sim, porque eu só sairia do armário para todos os efeitos 12 anos depois que a pista de dança da Le Boy recebeu os primeiros frequentadores. Exatamente 13 anos depois que eu larguei aquele fanatismo todo, a boate encerrou suas atividades. Posso dizer que ao longo desses 13 anos de minha liberdade assumida e bem aproveitada, curti muitos momentos descontraídos por lá, especialmente quando Rose Bombom, Suzy Brasil, Kayka Sabatella, Desireé, Vênus, entre outras que tornavam a madrugada mais engraçada e estilosa. É uma pena que a Le Boy tenha sucumbido ao tempo. O Jornal O Globo fez matéria sobre seu encerramento.

TV Bar: Minha favorita 

Felizmente, em 2009, foi inaugurada uma casa muito aconchegante e que tem a TV como fundamento de seu conceito. Não por acaso seu nome é TV BAR.  As playlists misturam o contemporâneo com o vintage. Tem música da década de 70 até a que acabou de ser lançada por cantores e bandas de pop, o hip hop, o punk e por aí vai. Um balcão com bar tenders muito eficientes e sempre simpáticos percorre boa parte da casa. O lugar é pequeno, mas com frequentadores que curtem o charme da casa. Ali, já vi performances de drag queens também, mas não são parte da agenda permanente da casa. Se bem que já curti a chamada Fan Party, tipo noite da Madonna, com drag queen na pickup, atacando de DJ e mandando bem.

Vodka e festa exclusiva num ônibus!!!

Ontem, a TV Bar fez uma promoção super legal. Foi a Bus Party Smirnoff - uma festa no ônibus com drinks oferecidos pela Smirnoff Strong. O ônibus é todo adaptado para a festa. Tem DJ, meninas servindo as bebidas e entretendo o público, rapazes que garantem que tudo esteja funcionando para o conforto e diversão dos participantes. A estratégia publicitária incluiu uma volta pela orla de Copacabana, saindo da porta da boate e voltando até a entrada da mesma. Tudo grátis, mas dependendo de sorteio. Andre e eu fomos sorteados. A iniciativa foi dele e eu super aprovei, claro.

No final das contas, nossa noite foi mais divertida do que outras que já vivemos e ainda saiu mais em conta, porque a entrada foi VIP no ônibus e na boate. Só gastamos com o consumo dentro da casa. 


O Rio de Janeiro, apesar da fama de cidade progressista, está cada vez mais careta, mas como a gente não se intimida, a gente faz careta para toda caretice e cretinice, enquanto vamos vivendo as alegrias que a vida nos proporciona, vivendo cada dia de uma vez. Aliás, essa foi a primeira vez que saímos depois de muito tempo, porque meu mestrado consumiu praticamente todo o meu tempo livre nos últimos meses. Essa noite de 26/11/16 (sábado) para 27 (domingo) foi maravilhosa antes, durante e depois.



La Figa: uma pizzaria numa esquina da Rua Miguel Lemos. Pizza de calabresa e atum: simplesmente deliciosa.

Bus Party Smirnoff: Andre e eu esperando a liberação para entrar.

Até o banheiro da TV Bar é charmoso. Como assim? ^^  

Bus Party: Promoção da Smirnoff com a TV Bar
  
Noite super agradável na TV Bar.


Dentro do ônibus da Smirnoff. Saca só...



Comentários

  1. Amo suas matérias amigo Sergio.
    Te desejo toda a felicidade do mundo!
    Abraços.

    ps: Não estranhe o nome XAVERICO,sou eu,o Maurinho e esse é outro perfil.Ganhei esse apelido há anos atrás por ser o mais baixo da turma.Tenho 1,70m e meus amigos eram todos mais altos.rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maurinho. Obrigado, queridão. Vlw por me explicar. Estava me perguntando quem seria mesmo, mas adorei. Vc é uma daquelas pessoas de que sinto saudade no FB. Que bom que vc passa por aqui de vez em quando, amigão.

      Super abraço,
      Sergio

      Excluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Dia Internacional do Orgulho LGBT: Importantes apontamentos

Zeus e Ganimedes: A paixão entre um deus e um príncipe de Tróia