Postagem em destaque

15 dias com Clara - essa fofura de 1 ano e 45 dias

Imagem
Por Sergio Viula Clara: Segundo dia de nascimento e com os olhinhos abertos Minha filha e meu genro haviam se tornado pais somente um ano e 45 dias antes de nos visitarem. Apesar da distância, acompanhamos tudo o que podíamos, graças às tecnologias da comunicação. Testemunhamos os nove meses de gravidez, a internação para o parto - que acabou sendo cesariana depois de muita espera e pouca dilatação -, o nascimento, o crescimento daquela bebezinha linda, que chegou mudando a vida de todos nós de muitas maneiras diferentes, e os primeiros passeios, a primeira viagem a uma cidade próxima (Évora) e os muitos dias que ela já passou na creche, aprendendo muitas coisas fantásticas de modo lúdico e com muito carinho das tias cuidadoras e educadoras. A tia da creche fazendo cookies com eles. Depois, todos comeram essas delícias feitas colaborativamente. Um video que eu fiz com fotos do Halloween na creche. Ela é a bruxinha mais fofa, concorda? Quem já segue esse blog há um tempo sabe que chegue

Quando a realidade esmaga o mito - pequeno obituário negacionista

 

Bolsonaro gargalha ao falar de pacientes com coronavírus - Fórum



Por Sergio Viula



Não foi falta de aviso. Televisão alertando, sites confiáveis alertando, artistas falando nisso o tempo todo. As pessoas fazem escolhas, mesmo quando os horizontes delas são curtos.

Uma coisa é a necessidade de trabalhar, com os riscos implícitos em tudo isso, e outra coisa é a irresponsabilidade. Pior ainda: com a pregação de um comportamento literalmente suicida. Não tenho a menor simpatia por negacionismo, ainda que eu não quisesse que ninguém morresse.

Infelizmente, muitos ainda vão morrer pela própria estupidez. Poderiam evitar, mas juram que tudo isso é uma grande conspiração. Não tenho a menor simpatia por negacionistas. Seria ótimo que não contaminassem outros por causa de sua prória estupidez, mas infelizmente não é isso o que acontece. 

Cuide-se! Cuide-se com tudo o que for possível se cuidar. Viver é uma delícia quando não estamos confinados a uma cama e sujeitos a dores infindáveis.















Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Dia Internacional do Orgulho LGBT: Importantes apontamentos

Zeus e Ganimedes: A paixão entre um deus e um príncipe de Tróia