Postagem em destaque

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ E SEXODIVERSIDADE

Imagem
TESTEMUNHAS DE JEOVÁ E SEXODIVERSIDADE Por Sergio Viula Fundada por Charles Taze Russell em XXXXX, a religião conhecida como Testemunhas de Jeová é uma das mais totalitárias do mundo. Confundida por muitos com as igrejas evangélicas, a Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados, ligada ao Corpo Governante contava com mais de oito milhões e duzentos mil membros. No Brasil, são pouco mais que 700 mil seguidores e 11.562 Salões do Reino das Testemunhas de Jeová (seus templos) no mundo todo. Esses números são de 2014, ultima contagem publicada até o momento desse artigo. Entre suas crenças mais conhecidas e repudiadas estão a de não doar e nem receber sangue sob hipótese alguma e a de não participar da vida cívica do país em que estejam inseridas. Porem, muitas outras crenças são estranhas à maioria das comunidades ditas cristãs. As Testemunhas de Jeová não se consideram ‘evangélicas’ quando termo é aplicado a igrejas protestantes mais recentes e pentecostais, mas gostam de se denomina

Homofobia: Estudante da UFRJ encontrado morto




Por Sergio Viula


O estudante Rodrigo dos Anjos do Nascimento foi encontrado morto na segunda-feira (22) na Colônia Juliano Moreira, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. De acordo com o G1, a Polícia Civil investiga a hipótese de que o estudante tenha sido vítima de um grupo de milicianos que atua na região. 

A Delegacia de Homicídios da Capital do Rio de Janeiro (DHC) infomrmou que o estudante estava com colegas em uma festa em Curicica, distrito de Jacarepaguá, na região oeste do Rio, quando foi abordado por um grupo de milicianos.

De acordo com a revista Isto É, relatos dão conta de que os milicianos começaram a mexer com algumas mulheres que estavam com Rodrigo e houve discussão. O corpo do rapaz foi encontrado sem roupas, com marcas de tiros e de agressão. Nas redes sociais, amigos do estudante relatam que o crime teria sido motivado por homofobia.

O Instituto de História da UFRJ emitiu uma nota de pesar na qual informou que “realizará os esforços necessários para elucidar esse caso, tristemente sintomático dos tempos sombrios em que vivemos”.
“À família do Rodrigo e a seus amigos dedicamos nossos sentimentos mais sinceros e os votos de que consigam encontrar algum conforto numa hora tão difícil”, diz a nota da UFRJ. Veja a nota abaixo:





Você pode ajudar nas investigações. Se você tiver qualquer informação que ajude nas investigações, ligue para o Disque Denúncia. Sigilo garantido.




Assista esse vídeo, no qual comento esse caso.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Eduardo Peret: Homenagem a um amigo que bateu asas e deixou saudades

Bebê a bordo: Diário de um avô colorido 👴🏳️‍🌈