Postagem em destaque

LGBT no BBB 2022

Imagem
 Por Sergio Viula Você pode amar, odiar ou ser indiferente ao Big Brother Brasil (BBB), mas o que ninguém consegue é ficar totalmente alienado das tretas que explodem mais cedo ou mais tarde na casa mais vigiada do Brasil.  No ano passado, comemoramos a presença de muitos participantes negros no BBB. Porém, logo ficou nítido que a quantidade perdia a importância diante da qualidade dos comportamentos e das falas de alguns dos participantes. Karol Conka, Nego Di, Projota  e Lumena fizeram brasileiros de todas as cores se revoltarem em suas poltronas por causa de várias posturas reprováveis, especialmente pelo modo como agiram com outro negro - o jovem Lucas Penteado. O massacre psicológico feito contra o rapaz foi tão truculento que culminou em sua saída "voluntária" do programa.  Curiosamente, a gota d'água para Lucas foi a incompreensão de alguns dos participantes a respeito do beijo que ele e Gil - outro homem negro - trocaram durante uma festa na casa. As pessoas que m

Jacarezei hoje! kkkkkkkkkk



 Por Sergio Viula


Tomei a vacina contra a Covid-19 hoje, 24 de maio de 2021, pouco antes das 9h da manhã. São quatro horas da tarde agora. Nenhuma reação, exceto a de alegria. 


Gratidão? 

Somente aos profissionais de saúde, cientistas, institutos especializados em imulogia humana, laboratórios farmacêuticos que apostaram no trabalho científico, etc. 


E os governos? 

Meu desprezo ao genocida no Planalto que fez de tudo para impedir a vacinação e continua sabotando as medidas de proteção. Se estou sendo vacinado em maio em vez de janeiro ou fevereiro, é justamente por causa daquele jumento de faixa.


Falando de coisas boas

Agora, falando de coisas boas. Tomei a Astrazênica e volto no dia 16 de agosto para a segunda dose. Se tinha muita gente? Umas 15 pessoas na minha frente, mas o atendimento foi rápido e gentil numa das muitas Clínicas da Família criadas na primeira gestão de Eduardo Paes, e posteriormente sucateadas por Crivella (aquele diabo!), só que agora revitalizadas pelo mesmo Eduardo Paes que as havia criado. Aliás, uma ideia excelente, desde que funcione. E assim como funcionava bem na primeira e segunda gestões de Eduardo Paes, volta a funcionar agora.


Só tenho elogios ao prefeito?

Não. Acho que ele foi muito lento na busca por soluções que agilizassem a vacinação, mas fez mais do que muitos outros. Entretanto, perde para os prefeitos de Belo Horizonte, São Paulo, Porto Alegre e João Pessoa - só para citar alguns - no quesito calendário da vacinação. 


Medo de reação?

Há quem ainda tenha medo de tomar a vacina por causa de alguma reação. A tia aqui só tem duas coisas a dizer:


1. Pegar o vírus é pior do que ter um pouco de febre, dor no corpo, ou apenas dor de cabeça por um dia ou dois dias.


2. Você enche o rabo de cachaça, tem um monte de reações (até vômito e dor no estômago), mas não deixa de beber. 


Deixa de ser tonto, vai lá e toma essa vacina, k-raleo!


E antes de terminar, só mais uma coisa:


#FORABOLSONARO



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A homossexualidade no Egito antigo

Eduardo Peret: Homenagem a um amigo que bateu asas e deixou saudades

Bebê a bordo: Diário de um avô colorido 👴🏳️‍🌈